Neymar diz que será tiete em Londres e fala de motivação com time

Neymar diz que será tiete em Londres e fala de motivação com time

O craque do Santos disse que vive a expectativa pela convivência com outros esportistas durante os Jogos.

O ídolo de tantos será também tiete. Em entrevista para o site da Fifa, o atacante Neymar, principal astro da equipe olímpica brasileira, brincou que pretende assediar atletas de outros esportes durante as Olimpíadas. Ele citou especialmente dois: LeBron James, referência do basquete americano, e o corredor jamaicano Usain Bolt.

O craque do Santos disse que vive a expectativa pela convivência com outros esportistas durante os Jogos. Neymar pretende voltar ao Brasil com uma porção de fotos com ídolos dele.

- Lebron James, Usain Bolt, andando de um lado para o outro... Eu já falei para os meus amigos que eu vou ser o cara mais ?boleirão?. ?Boleirão? no sentido de querer tirar foto toda hora. Pô, vou ver o Bolt, o LeBron James, esses caras, e vou pedir para tirar foto, pedir autógrafo. Não sei como eu vou falar, mas vou pedir - brincou.

Neymar disse que lembra de acompanhar edições anteriores das Olimpíadas. Ele garante que está muito motivado para a disputa.

- É um sonho para mim, como a Copa do Mundo, no caso da Olimpíada, pelo fato de ter contato com a Vila Olímpica, de estar todo mundo junto. Você tem vontade de participar, de estar ali no meio e, no nosso caso, de trazer o ouro olímpico, que é algo inédito. Quando é um evento tão grande para o mundo todo, a motivação é gigantesca.

Não falta confiança ao jogador. Na visão dele, o Brasil está preparado para trazer o ouro olímpico.

- Temos tudo para ser campeões. Acho que o Brasil, em qualquer competição que entra, é um dos favoritos. É sempre assim. E temos uma Seleção muito boa, com jogadores de muito potencial.

Neymar elogiou o time olímpico brasileiro. Apesar das derrotas para México e Argentina na preparação para Londres, o atacante viu sinais de força na Seleção.

- A gente está numa crescente muito boa, apesar de termos tidos dois resultados que nos deixaram muito chateados, mas o fato é que nós viajamos praticamente com a equipe olímpica e conseguimos bater de frente com a própria Argentina, que é uma equipe forte, com jogadores extraordinários. Acho que é só questão de, nos treinos, encaixar alguns detalhes.

O Brasil está no Grupo C das Olimpíadas. Seus adversários são o Egito, contra quem estreia, em 26 de julho, a Bielorrússia e a Nova Zelândia.

Fonte: Globo Esporte