No reencontro com torcida, Corinthians atropela Tijuana e retoma briga pelo 1º do Grupo 5

No reencontro com torcida, Corinthians atropela Tijuana e retoma briga pelo 1º do Grupo 5

Agora com sete pontos na chave, o Corinthians diminuiu para dois a diferença para o próprio Tijuana

O torcedor que pôde retornar nesta quarta-feira ao Pacaembu para assistir ao Corinthians na Copa Libertadores voltou satisfeito para casa. O time de Tite teve noite inspirada, atropelou o Tijuana com dois gols no primeiro tempo e um no segundo e conseguiu a vitória por 3 a 0, que recolocou a equipe alvinegra na briga pelo primeiro lugar do Grupo 5.

Agora com sete pontos na chave, o Corinthians diminuiu para dois a diferença para o próprio Tijuana, ainda líder com nove. Não só isso: também se distanciou dos outros dois clubes do grupo, o Millonarios e o San Jose, com três e um ponto, respectivamente, e respirou mais aliviado na briga por uma vaga na próxima fase do torneio.

As duas equipes, entretanto, se enfrentam ainda nesta quinta-feira, no Estádio Jesús Bermúdez, na Bolívia, e uma delas pode se aproximar do clube brasileiro na classificação. O Corinthians, por sua vez, volta a campo pela Libertadores apenas no dia 3 de abril, quando irá encarar o Millonarios, na Colômbia. Tijuana e San José se enfrentam no mesmo dia.

No jogo desta quarta, o Corinthians começou sufocando o Tijuana e mostrando o quanto é forte no Pacaembu. Com Renato Augusto soberano pela ala direita, a equipe alvinegra alçou bolas na área com perigo, mas não conseguiu concluir. As coisas aparentaram ficar difíceis quando o atacante Alexandre Pato pediu para ser substituído, com dores musculares.

Apreensivos, os mais de 33 mil corintianos no estádio não esperavam que o camisa 7 deixaria uma surpresa antes de deixar a partida. Renato Augusto avançou pelo lado direito da área e chutou forte: a bola foi ao travessão, à trave, ao travessão de novo e sobrou para o próprio Pato, que só empurrou para as redes. Deu adeus no minuto seguinte, aos 26, para a entrada de Romarinho.

O gol inflamou o time paulista, que foi para o ataque. O segundo tento não demorou para sair. Renato Augusto, em noite infernal, correu pela ala direita e rolou para Alessandro cruzar e Guerrero, meio sem jeito, só finalizar, de primeira. A bola encobriu o goleiro rival e entrou mansamente na meta do Tijuana.

Agressivo desde o início, o Corinthians voltou mais disposto a administrar o resultado na etapa complementar. Com forte marcação no meio de campo, o time alvinegro segurou os contra-ataques mexicanos e por pouco não ampliou com Romarinho, no fim. Coube a Paulinho cabecear - em nova jogada de Renato Augusto - para o gol do Tijuana, aos 36min, e decretar números finais no placar do Pacaembu.

Ficha técnica

CORINTHIANS 3 x 0 TIJUANA

Gols

CORINTHIANS

Pato, aos 26min, e Guerrero, aos 35min do primeiro tempo, e Paulinho, aos 36min do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Renato Augusto; Guerrero e Pato (Romarinho)

Treinador: Tite

TIJUANA: Saucedo; Nuñez, Gandolfi, Aguilar e Abrego (Garza); Fernando Arce, Pellerano, Corona (Ruiz) e Moreno; Martínez e Riascos (Marquez)

Treinador: Antonio Mohamed

Cartões amarelos

CORINTHIANS: Alessandro

TIJUANA: Aguilar, Arce, Pellerano, Moreno e Nuñez

Renda e Público

33.120 pessoas e renda de R$ 2.049.017,50

Local

Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra