Vasco bate o Paraná e é líder da Série B

Na próxima terça-feira, o Vasco vai encarar o São Caetano, no Anacleto Campanella

Com o espírito de uma equipe que luta para sair da Série B e retornar à elite do futebol brasileiro, o Vasco venceu o Paraná por 2 a 1, em São Januário, pela quarta rodada do returno da competição. Em uma arrancada de Ramon e um lampejo do garoto Philipe Coutinho, o time conquistou o resultado que o recolocou na liderança da competição, com 46 pontos, três a mais do que o vice-líder, o Guarani. Elton e Robinho marcaram para os cariocas. Wellington Silva descontou para os paranaenses.

Na próxima terça-feira, o Vasco vai encarar o São Caetano, no Anacleto Campanella, pela quinta rodada do returno da Série B. O Paraná pega o Juventude, em Curitiba.

Elton marca para os cariocas no fim da etapa inicial

O Vasco assustou o Paraná logo aos dois minutos de jogo. Ramon fez boa jogada pelo lado esquerdo, passou por um marcador e chutou de direita. A bola passou à direita do goleiro Zé Carlos. Cinco minutos depois, Davi cobrou falta da entrada da área e a bola raspou a meta de Fernando Prass.

O Paraná passou a ter mais domínio de bola e a rondar a área do Vasco. Porém, as conclusões não chegavam ao gol cruzmaltino. Aos 12, Robinho fez bela jogada pela direita e cruzou para Elton, que apenas desviou. A bola passou rente à trave do time paranaense.

Aos 23, Rafinha quase abriu o marcador em uma linda jogada pela direita. O jogador driblou dois adversários e avançou de frente para Fernando Prass. O meia tentou chutar no canto, mas o camisa 1 deu um leve toque na bola, salvando o Vasco do pior.

Os paranaenses seguiram mais perigosos. Marcelo Toscano arriscou de fora da área e o arqueiro cruzmaltino voltou a defender, espalmando para escanteio. Aos 47, o Paraná quase abriu o marcador em uma cobrança de falta pelo lado direito. Márcio Goiano soltou a bomba, e a bola pegou na trave cruzmaltina. No minuto seguinte, Ramon foi derrubado na área. Pênalti para os cariocas. Elton cobrou e colocou a equipe da Colina em vantagem.

Expulsão estraga bela atuação de Philipe Coutinho

O Paraná voltou para o segundo tempo como terminou o primeiro: melhor do que o Vasco. E logo aos cinco minutos, Wellington Silva conseguiu empatar. O jogador recebeu na entrada da área e chutou no canto esquerdo de Fernando Prass, que não conseguiu tocar na bola: 1 a 1.

A partir dos nove minutos, Philipe Coutinho acordou para o jogo, e o panorama da partida também. Em seu primeiro lance de efeito, o meia passou no meio de três jogadores e tocou para Robinho, já dentro da área. O atacante rolou para Paulo Sérgio, que em vez de chutar tentou rolar para Elton. A zaga afastou o perigo.

No lance seguinte, aos 12, a estrela de Coutinho brilhou. O garoto dominou na entrada da área e mesmo marcado rolou uma bola primorosa para Robinho. Sozinho, o atacante tocou na saída de Zé Carlos e fez o segundo dos cariocas em São Januário. Festa na Colina.

Porém, aos 24, a alegria de Philipe Coutinho durou pouco. Ele, que já tinha recebido um cartão amarelo no primeiro tempo, foi advertido novamente e acabou expulso pelo árbitro baiano Jailson Macedo Freitas. Mesmo com um a mais, o Paraná não conseguia assustar o gol cruzmaltino.

E foi o Vasco que quase marcou o terceiro. Após um toque de Nilton, Fernando, que não atuava desde abril, bateu para boa defesa do goleiro Zé Carlos. Aos 39, Nilton ganhou na raça, passou por três adversários, invadiu a área e chutou em cima do camisa 1 do time paranense.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com