Noitada e mulheres fez Parreira cortar jogador

Noitada e mulheres fez Parreira cortar jogador

Parreira teria descoberto o caso de McCarthy através do circuito interno da concentração

Cortado da seleção da África do Sul pelo técnico Carlos Alberto Parreira, acreditava-se que Benni McCarthy havia sido deixado de fora da disputa da Copa do Mundo por conta de sua má forma física. Porém, o site Sport 24 levantou outra hipótese neste domingo. Segundo texto publicado, McCarthy - que é casado - e o goleiro Rowen Fernandez - que também ficou fora da lista final de Parreira - teriam levado mulheres para o quarto da concentração da África do Sul no hotel Sandton Southern Sun, em Johannesburgo. O Sport 24 afirma que fontes de dentro da seleção sul-africana e funcionários do hotel informaram que o atacante e o goleiro teriam levado as mulheres aos quartos às 4h (horário local), pouco tempo depois da partida amistosa diante da Colômbia, no último dia 27 de maio. Parreira teria ficado furioso ao descobrir o fato por intermédio de fitas do circuito interno do hotel, que mostravam os dois jogadores ao lado de suas respectivas acompanhantes. Com isso, o treinador brasileiro decidiu, naquele momento, excluir a dupla da lista final da África do Sul para a Copa. Na partida seguinte, diante da Guatemala, na última segunda, nenhum dos dois entrou em campo na goleada por 5 a 0 e o corte foi consumado na terça. Fernandez era reserva imediato de Itumeleng Khune - para o qual perdeu posição na Copa das Confederações, ainda sob o comando de Joel Santana - enquanto McCarthy era a maior estrela do atual elenco e um dos jogadores sul-africanos mais conhecidos. O site informou que o goleiro negou o fato, enquanto o atacante não foi encontrado para se defender das acusações.

Fonte: Terra, www.terra.com.br