Nome de Ronaldinho Gaúcho encontra resistência no Flu

Assis avisou que não vai avançar nas conversas com clube algum antes do fim do Brasileirão.


Nome de Ronaldinho Gaúcho encontra resistência no Flu

O nome de Ronaldinho Gaúcho encontra forte resistência no Fluminense. Depois de um almoço com o irmão e empresário do jogador, Assis, o presidente da Unimed, Celso Barros, não fechou as portas para a contratação do meia-atacante do Atlético-MG, mas já sabe que o jogador está longe de ser uma unanimidade nas Laranjeiras.

Assis avisou que não vai avançar nas conversas com clube algum antes do fim do Brasileirão. O empresário quer esperar a definição da situação do Atlético antes de negociar onde Ronaldinho jogará em 2013. O meia-atacante admitiu que aumentam as chances de renovar seu contrato com o Galo se o clube for vice-campeão brasileiro, o que garantiria vaga direta na fase de grupos da Libertadores. No entanto, a equipe mineira ocupa a terceira colocação, com 66 pontos, um a menos do que o Grêmio. Com o título nacional assegurado, o Fluminense já está na fase de grupos da competição continental.

A cúpula de futebol do Fluminense não foi comunicada oficialmente de qualquer conversa com Ronaldinho. A diretoria não considera prioritária a contratação de um novo articulador no meio-campo, uma vez que o elenco já conta com Deco, Thiago Neves e Wagner para a posição. Caso jogasse mais avançado, como um atacante, R49 concorreria com Wellington Nem, peça fundamental do time neste ano.

- Um almoço não significa que ele esteja para vir. Não conversamos nada. Foi ventilado seu nome durante a competição e nós descartamos de imediato. Se lá na frente o doutor Celso passar para nós a viabilidade, formaremos a nossa opinião. Agora eu não falo nada. Não faço exercício de futurologia - disse o diretor de futebol do clube, Rodrigo Caetano.

Desde a conquista do Brasileiro, no último dia 11, dirigentes do Fluminense dizem que a prioridade é contratar três ou quatro reforços para 2013. As laterais, a zaga e o ataque surgem como os principais setores. Em alguns casos, os jogadores não chegariam necessariamente com status de titulares absolutos, mas refoçariam a disputa interna do elenco, que será mantido quase em sua totalidade para 2013 - Diguinho está próximo de renovar, enquanto Carleto, reserva na lateral esquerda, deve ser devolvido ao São Paulo.

Após a festa pela conquista do Brasileiro, Celso Barros afirmou que não iria aumentar o investimento no departamento de futebol do Fluminense em 2013. Até mesmo a chegada de Conca, grande sonho da torcida, foi esfriada pelo presidente da Unimed.

Fonte: Globo Esporte