Novo técnico é apresentado no Bota: "Vamos fazer grande Libertadores"

Novo técnico é apresentado no Bota: "Vamos fazer grande Libertadores"

Há cinco anos no clube, ele começou no mirim e atualmente acumulava a função de auxiliar do time profissional e treinador dos juniores

"Estou tranquilo. Estou em casa". Apesar de ser considerado inexperiente, principalmente para assumir a missão de comandar o Botafogo na Libertadores, o técnico Eduardo Hungaro mostrou muita personalidade e segurança ao ser apresentado oficialmente na tarde desta quarta-feira, em General Severiano.

Há cinco anos no clube, ele começou no mirim e atualmente acumulava a função de auxiliar do time profissional e treinador dos juniores. Hungaro agradeceu a confiança da direção e disse não temer o desafio, considerado por ele a chance de sua vida.

- A coragem da direção tem que ser acompanhada pelo treinador. É a oportunidade da minha vida e não temo nada. Vou fazer jus. A minha motivação é a certeza de que vamos fazer um trabalho muito bom, e também na capacidade dos jogadores. Provamos em 2013 que temos um time competitivo, e isso nos deixa mais tranquilos.

O treinador está convencido que conseguirá colocar de lado a desconfiança da torcida, e sabe que o melhor jeito de conseguir isto é com bons resultados dentro de campo.

- Acho natural a reação da torcida, mas tenho uma história muito bonita no clube. E podem ter certeza de que não faltará trabalho e capacidade. É difícil falar de mim mesmo. A minha conduta que tem que falar por mim. Tenho a esperança de que a torcida vai gostar do meu trabalho. Eu tenho a personalidade forte e sei que vou precisar de resultados.

Confira outros trechos da entrevista de Eduardo Hungaro:

Expectativa para a Libertadores

Sabemos que é um torneio bastante difícil, mas que estamos preparados para enfrentar. Vamos ter dificuldades neste primeiro jogo, que é classificatório. Além do adversário, há a altitude. Vamos montar o planejamento e fazer uma grande Libertadores.

Grupo 2, em caso de classificação

Algumas coisas já sabemos deste grupo, o pessoal nos abastece com informação o tempo inteiro. O San Lorenzo conquistou o Campeonato Argentino. O Unión Española ficou em terceiro, assim como o Independiente-EQU, que também ficou em terceiro. Sabemos que vamos enfrentar dificuldade, mas vamos entrar fortes. Temos que ultrapassar este primeiro momento.

Duas equipes no início do ano

Vamos ter duas equipes. A da Libertadores vai ser preparada para o jogo do dia 29, e a outra para o Estadual. Está decidido. O Carioca é importante, vamos tentar o bi, mas o pensamento agora é no Deportivo (Quito). Vamos buscar a classificação a todo custo.

Busca por reforços para a Libertadores

A direção está trabalhando no mercado, sabe dos meus gostos. Estão trabalhando. Vamos ter notícias em breve. Pode haver a necessidade de juniores no Carioca, sim. Todos precisam entender que temos uma decisão com o Deportivo Quito, e ela precisa ser encarada assim.

Relação com Seedorf

Seedorf é o nosso craque maior, um senhor do futebol. Há de se ter respeito. Trocamos muitas informações, a relação é ótima. Conto com a presença dele para estarmos mais fortes na Libertadores.

Amizade com o ex-técnico do Bota Oswaldo de Oliveira

O Oswaldo é um irmão que fiz no futebol, é até difícil falar dele. Neste período de definição, procurei não ler nada, não ver nada. Soube que alguns jogadores se manifestaram, mas o que mais me tocou foi o apoio do Oswaldo. Vou usar os ensinamentos dele também. Desejo muita felicidade no Santos. É um grande mestre, vou estar sempre ligado a ele.

Integração com a base

O trabalho continua da mesma forma, vamos continuar integrados com os juniores. Vou estar presente sempre que possível. Acho que foi uma grande sacada do Botafogo nesta atual gestão. O Daniel já subiu, o Sidnei está subindo também. Temos uma turma muito boa para estar conosco a médio e longo prazo.

Fonte: Globo Esporte