Bolt promete fazer história no Rio e analisa suspensão russa

Astro corre, nesta sexta, para provar que está 100% bem de lesão

As últimas semanas foram de silêncio e muito trabalho. A lesão no começo do mês tirou Usain Bolt da seletiva de seu país e gerou dúvidas sobre sua forma física para os Jogos Olímpicos do Rio. Nesta quinta-feira, a um dia do torneio em que correrá os 200m para mostrar sua forma física recuperada, o astro jamaicano reapareceu e concedeu uma entrevista em tom otimista. Tranquilo e sorridente, garantiu que está bem e prometeu que chegará no Rio com a força para escrever mais um capítulo da história do esporte. Em Londres, disputará os 200m na etapa local da Diamond League.

- Definitivamente estarei lá (no Brasil). Estou animado para isso. A história será feita no Rio. Quero dar meu melhor, dar um bom show para o mundo todo (...). Minha lesão muscular está curada e estou sem problemas agora. Meu médico fez um excelente trabalho. Os 200m são a minha prova preferida. Quero fazer um tempo rápido - disse Bolt, que fará sua última corrida antes da Olimpíada.

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou oficialmente os apelos e manteve a suspensão geral ao atletismo russo para os Jogos Olímpicos do Rio. Maior nome da modalidade nos últimos oito anos, o jamaicano preferiu não polemizar, mas não foi de encontro com a posição das autoridades. Disse ser favor do controle de dopagem severo e, inclusive, mostrou que havia passado por um teste sanguíneo hora antes.


Image title

Fonte: Com informações do Globoesporte.com