Boxeador acusado de estupro deixa prisão e volta à Olimpíada

Atleta havia sido preso na segunda-feira

Detido na segunda-feira sob acusação de ter estuprado uma camareira na Vila Olímpica, o boxeador da Namíbia Jonas Junias, que compete na categoria até 64 quilos, obteve um habeas corpus, deixou o presídio onde estava, em Bangu, e enfrentará o francês Hassan Amzile, nesta quinta-feira, às 18h, no Riocentro. Com o recurso judicial emitido ontem, o atleta já compareceu à pesagem nesta manhã. 

Porta-bandeira da Namíbia na cerimônia de abertura da Olimpíada, Junias, de 22 anos, foi preso após tentar beijar a camareira e oferecer dinheiro à moça por sexo. 

Junias não foi o único boxeador detido durante a Olimpíada por suspeita de estupro. O marroquino Hassan Sada foi acusado de assediar duas camareiras e também conseguiu um habeas corpus. No entanto, a decisão judicial não saiu a tempo para que ele entrasse no ringue. Ele perdeu por W.O por não ir à pesagem oficial. 


O boxeador Jonas Junias, da Namíbia, foi detido acusado de assédio (Crédito: AFP)
O boxeador Jonas Junias, da Namíbia, foi detido acusado de assédio (Crédito: AFP)


Fonte: Com informações do Uol