Brasil perde e pegará a Croácia nas quartas do polo aquático

O duelo contra a Croácia está marcado para acontecer na terça

Depois de um início promissor na Rio-2016, a seleção brasileira de polo aquático sofreu sua segunda derrota consecutiva, neste domingo (14), no Estádio Aquático Olímpico. O resultado de 10 a 6 para a Hungria deixa o Brasil apenas na quarta colocação do Grupo A, ficando na rota da poderosa Croácia, atual vice-campeã mundial.

O destaque da partida ficou pelo goleiro húngaro Viktor Nagy. A cada defesa, o número 1 fazia questão de provocar os adversários. A atitude do arqueiro irritou o público, que passou a vaiá-lo a cada provocação.


Image title

“A gente conhece ele, é a personalidade dele, se empolga desse jeito. Mas é o juiz que tem que ver se o jogador está passando do limite. Tenho certeza que se a gente se encontrar com ele no futuro, as coisas vão ficar no lugar certo", afirmou Adrià Delgado, espanhol naturalizado brasileiro.

Na fase de grupos, o Brasil conseguiu vitórias sobre Austrália, Japão e a poderosa Sérvia, atual campeã mundial. Na sequência, porém, duas derrotas seguidas: para Grécia e Hungria.

Ao fim da fase grupo, o Brasil terminou empatado com Grécia e Sérvia com seis pontos. Como em caso de empate triplo o primeiro critério de desempate são os duelos diretos entre eles, a seleção brasileira ficou na terceira colocação, com a Grécia em primeiro e a Sérvia em segundo.

O duelo contra a Croácia está marcado para acontecer na próxima terça-feira (16), às 15h10 (de Brasília). A Hungria terá Montenegro pela frente, no mesmo dia. Em caso de vitória, as duas seleções poderão se reencontrar na semifinal.

O jogo

No confronto contra a Hungria, o Brasil teve dificuldades de se encontrar no primeiro quarto. Ao final da parcial, o time húngaro já vencia por 3 a 0, gols de Denes Varga, Norbert Hosyanszky e Marton Vamos.

No segundo período, o único gol brasileiro, marcado por Gustavo Guimarães, foi ofuscado por mais dois anotados pela Hungria. Os responsáveis pelo aumento da vantagem no marcador foram Balazs Harai e Gergo Zalanki.

O Brasil ameaçou uma reação no terceiro tempo, mas acabou controlado pela Hungria. Com dois gols de Felipe Perrone e um de Jonas Crivella, a seleção brasileira chegou a reduzir a vantagem para três pontos (7 a 4). Perto do fim, no entanto, a Hungria marcou o oitavo com Balazs Harai.

Já sem força para tentar uma difícil reação, o Brasil ainda viu a Hungria marcar mais duas vezes no último período: Gabor Kis e Krisztian Manhercz foram os responsáveis pelos últimos tentos húngaros. A seleção brasileira também balançou as redes em duas oportunidades, ambas com Bernardo.

Confira os confrontos de quartas de final:

Hungria x Montenegro

Brasil x Croácia

Grécia x Itália

Sérvia x Espanha

Fonte: Com informações da UOL