Brasil perde para a Austrália e começa com derrota no basquete

O Brasil tentou, e até dominou metade da partida.

O Brasil tentou, e até dominou metade da partida, mas não conseguiu superar a Austrália e colocar fim a um tabu que já dura 16 anos. Neste sábado, na Arena da Juventude, em Deodoro, a equipe comandada por Antônio Carlos Barbosa teve um ótimo desempenho nos dois primeiros quartos, mas não segurou a pressão da rival da Oceania na parte final do confronto e estreou no basquete feminino da Rio-2016 com uma derrota por 84 a 66.

A Austrália é uma antiga conhecida da seleção brasileira. Antes da Rio-2016, as duas seleções já haviam se enfrentado seis vezes na história dos Jogos Olímpicos - a primeira em Sydney-2000 -, terminando todas as partidas com vitória australiana. No último duelo, em Londres-2012, a vitória da equipe da Oceania foi por 67 a 61.

A Austrália começou bem o primeiro quarto, pressionando o Brasil. Atrás no placar, a seleção brasileira não se abateu e mostrou uma reação espetacular. Com a pontaria calibrada, Iziane fez a diferença com boas infiltrações e arremessos de três pontos, contabilizando 12 pontos e fazendo equipe terminar a parcial vencendo por 24 a 14.

Na volta para o segundo quarto, o Brasil parecia que manteria o ritmo imposto no primeiro, mas cansou e começou a ceder pontos para as rivais. Na metade da parcial, a Austrália, com uma bela atuação da armadora Leilani Mitchell, já havia tirado seis pontos, deixando a diferença em quatro, que permaneceu assim até o intervalo da partida: 39 a 35.

Depois do intervalo, a seleção brasileira tentou voltar com o mesmo foco, e até soube aproveitar alguns bons ataques com Iziane, mas não conseguiu segurar a pressão australiana que empatou a partida no meio do terceiro quarto, deixando o placar 47 a 47. Na metade final da parcial, a situação do Brasil piorou, e as visitantes conseguiram assumir a liderança no placar, vencendo o quarto por 57 a 53.

Logo no começo do último quarto, a Austrália deslanchou com cestas seguidas, abriu dez pontos de vantagem e ficou tranquila para administrar o resultado. O Brasil, visivelmente cansado, não teve fôlego para tentar uma reação e só viu a diferença aumentar. Ao final, vitória das australianas por 84 a 66.

Na sequência da competição, as brasileiras terão como adversários o Japão, campeão asiático, segunda-feira (08), às 17h30 (de Brasília), e as outras três seleções classificadas no Pré-Olímpico Mundial: Bielorrússia, França e Turquia. A fase de grupos é disputada na Arena da Juventude, em Deodoro, zona oeste do Rio de Janeiro. A partir das quartas de final, o basquete feminino terá seus jogos na Arena Carioca 1, na Barra da Tijuca.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL