Buzacarini é eliminado por punição e Brasil não avança no judô

E sua primeira luta, Buzacarini derrotou o uruguaio.

Se a primeira luta do dia foi fácil para Rafael Buzacarini, o duelo que veio na sequência nesta quinta (11) tinha um favorito certo: Ryunosuke Haga, atual campeão mundial da categoria. O brasileiro segurou bastante o adversário, mas a defensiva acabou gerando penalidade, o que custou a vitória.

O japonês quase conseguiu imobilizar Buzacarini com dois minutos de combate. O brasileiro continuou só na defensiva, sem encaixar ataques. Assim, o rival venceu por um shido, punição por falta de combatividade. 

E sua primeira luta, Buzacarini derrotou o uruguaio Pablo Aprahamian com uma bonita chave de braço. O brasileiro dominou a luta e quando o duelo chegou a casa dos dois minutos, conseguiu imobilizá-lo e aplicar a chave de braço. Restou ao uruguaio pedir o fim da luta, caracterizando um ippon. 

Rafael Buzacarini se classificou para a Olimpíada do Rio de Janeiro ao conseguir uma boa arrancada no ranking mundial no último ano, no segundo semestre, desbancando o veterano Luciano Corrêa, campeão mundial em 2008.

Há um ano, o judoca nem imaginava que conseguiria chegar ao Jogos Olímpicos. Buzacarini não era nem faixa preta. Ele não conseguia vencer um dos torneios para ganhar a cor necessária. Mesmo assim chegou à seleção brasileira e a Confederação Brasileira de Judô concedeu a ele a faixa por sua evolução como atleta. 

Rafael Buzacarini (Crédito: Reprodução)
Rafael Buzacarini (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol