Gêmeas chegam juntas na Maratona e causam revolta na Alemanha

Dirigente alemão afirmou que atletas queriam holofotes da mídia

As gêmeas alemãs Lisa e Anna Hahner cruzaram a linha de chegada da maratona feminina dos Jogos no Rio-2016 21 minutos depois da ganhadora do ouro, a queniana Jemima Sumgong. As atletas quase idênticas chamaram a atenção dos fotógrafos no domingo ao completar a prova de mãos dadas. Elas chegaram em 81º e 82º lugar.

A cena, no entanto, causou polêmica na Alemanha já  que ambas terminaram a prova 15 minutos atrás de suas marcas pessoais. 

"Parecia que estavam completando uma corrida por diversão e não uma competição olímpica", afirmou o diretor esportivo da Federação Alemã de Atletismo, Thomas Kurschilgen.

"Vitória e medalhas não são a única meta. Mesmo assim, cada atleta nas competições olímpicas deveria estar motivado para demonstrar seu melhor desempenho e buscar o melhor resultado possível", completou ele.

De acordo com o dirigente, o objetivo das irmãs era chamar a atenção mídia. "Dar as mãos é para fazer caminhada, não para correr uma maratona", disse ele à imprensa alemã.

Lisa e Anna são celebridades na Alemanha, onde dão conselhos sobre nutrição e vida fitness na internet e por meio de um aplicativo. Também já publicaram um livro com conselhos para corredores iniciantes.

No Facebook, as irmãs disseram que o desempenho na prova "não era o que esperavam".

"Se estamos satisfeitas? Não. Mas cruzar a linha de chegada foi um dos nossos melhores momentos esportivos", afirmaram.

Em entrevista ao New York Times, Anna Hahner negou que tivessem planejado cruzar juntas a linha de chegada e afirmou que deram o melhor de si individualmente.

"Em todas as maratonas que corremos juntas, sempre teve um ponto em que nos separamos. Esse também foi o caso na maratona olímpica", disse ela.

Lisa e Anna Hahner cruzaram a linha de chegada juntas (Crédito: Reprodução)
Lisa e Anna Hahner cruzaram a linha de chegada juntas (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações da BBC