Neymar se compara a Messi faz elogios à África do Sul após empate

Ele justificou o fato de ser o mais acionado do time em Brasília

Aos 24 anos, com uma Copa do Mundo e em sua segunda Olimpíada da carreira, Neymar foi um dos jogadores da seleção brasileira que mais falaram após o empate decepcionante em 0 a 0 com a África do Sul.

Depois do jogo desta quinta-feira, ele justificou o fato de ser o mais acionado do time em Brasília ao comparar o papel que tem na equipe com o que Lionel Messi possui no Barcelona.

"Eu procuro estar presente. Não jogamos em função de um jogador só para que a equipe se movimente inteira. É como o Barcelona joga, a gente joga em função do Messi e ele é o cara que toca mais na bola. Ninguém fica 'chateadinho' por jogar a bola no Messi. Muita gente não entende isso e acaba falando besteira", comentou Neymar após o jogo. Ao ser perguntado sobre Gabriel Jesus, que lamentou bastante ter perdido a melhor oportunidade da partida,

Neymar falou como capitão. "A pressão quem coloca são vocês do lado de fora. Falo para eles ficarem tranquilos para jogar futebol. Assumo toda a responsabilidade por ser um dos mais velhos. Eles precisam estar mais tranquilos que nós. Já passei por muita coisa e consigo aguentar qualquer coisa. Falo para ele não se frustrar pelo gol que perdeu hoje, porque não foi o primeiro e não vai ser o último", disse o atacante.

Neymar também fez elogios à África do Sul. "Eles marcaram bem, muito bem a nossa equipe. Tivemos chances em chutes de fora da área, e acabou não entrando. As coisas não saíram do jeito que a gente queria. (...) Nessa primeira partida oficial nossa, a segunda partida (houve amistoso com o Japão) e começamos a nos conhecer ainda mais. É ajudar um ao outro, ouvir o que tem para passar o professor Micale. É ter calma agora, conversar".

Neymar  (Crédito: AFP)
Neymar (Crédito: AFP)


Fonte: UOL