Pelé alega problemas físicos e não vai acender a pira olímpica

O ex-jogador passou por uma cirurgia recentemente

O ex-jogador de futebol Pelé confirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não vai acender a pira olímpica durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Ele alegou que não tem condições físicas para participar do evento.

“Ele não vai mesmo participar, ele foi ao médico ontem (quinta) e o músculo da perna esquerda não está muito legal, ele fez a cirurgia na perna direita e sobrecarregou a esquerda. Hoje ele faz a fisioterapia para a músculo e isso complica para o Pelé se movimentar. É só por isso que ele não vai participar. Ele não tem força, se colocar ele uma cadeira só um guincho para levar ele mesmo", disse o seu assessor, Pepito.

Pelé passou por uma cirurgia recentemente e passa por sessões de fisioterapia. Segundo Pepito, é possível que ele se recupere a tempo de participar da cerimônia de encerramento, no dia 21 de agosto.

"O médico da fisioterapia avisou: Pelé não dá para você se movimentar. Você imagina, entrar no avião, sai do avião, entrar no carro, sair do carro... isso o Pelé não consegue, mas se ele fizer uns 4, 5 dias de exercícios a semana que vem ele tem o mínimo já terá para se movimentar,. A semana passada ele estava com um inchaço no joelho o médico fez um infiltração e falou, olha, fica um tempo sem fazer exercícios. Então, tudo o que faz perde, agora começa tudo de novo, talvez para o enceramento ele esteja (em condições de ir)”.

Pelé confirmou em evento no começo da semana que foi convidado para acender a pira olímpica. Porém, diante da incerteza em relação à sua presença, a reportagem apurou que os organizadores já trabalhavam com quatro nomes reservas para o momento mais aguardado da cerimônia.

Pressionado, o Comitê terá poucas horas para resolver a questão.Segundo pessoas do Rio-2016 ouvidas pela reportagem, esses quatro nomes já foram convidados para uma “participação especial no protocolo da tocha na abertura” e responderam positivamente. As quatro pessoas, todas ligadas diretamente ao esporte, estão ensaiadas e participarão da festa. Uma delas, no entanto, deve mudar de papel na cerimônia e acender a pira.Na quinta-feira, um ensaio foi realizado no estádio do Maracanã para testar a cena sem a presença de Pelé. Nos últimos dias, todos os testes eram feitos contando com a participação do ex-jogador de futebol.Entre os quatro “reservas”, Guga e Hortência são nomes certos. Os outros dois ainda são mantidos em sigilo.

Além do ex-campeão de tênis e da ex-atleta de basquete, o Comitê Organizador convidou para o protocolo da tocha o nadador César Cielo, que recusou a participação, e pensou no nome da ex-saltadora Maurren Maggi, cujo nome não foi bem aceito no COI por causa de um episódio de doping em 2003.

Pelé (Crédito: Divulgação)
Pelé (Crédito: Divulgação)


Pelé também emitiu uma nota, divulgada pelo Sportv. VEJA NA ÍNTEGRA

.Queridos amigos,Só Deus é mais importante do que minha saúde! Em minha vida tive fraturas, cirurgias, dores, internações em hospitais, vitórias e derrotas, e sempre respeitando aqueles que me admiram. A responsabilidade das decisões é minha onde sempre procurei não decepcionar a minha família e o povo brasileiro.Neste momento eu não estou em condições físicas de participar da abertura da Olimpíada.E como brasileiro, peço a Deus que abençoe a todos que participarem desse evento e que seja um grande sucesso e termine em paz! Edson Arantes do Nascimento - Pelé

Fonte: UOL