Flávia e Rebeca se destacam e se aproximam das finais

Novatas, as duas ofuscaram as experientes Daniele e Jade.

Flávia Saraiva e Rebeca Andrade, novatas da seleção brasileira de ginástica artística, tiveram uma tarde inspirada neste domingo. Na Arena Olímpica do Rio, na Barra da Tijuca, as atletas de 16 e 17 anos, respectivamente, que estreiam em Jogos Olímpicos, ofuscaram as experientes Daniele Hypólito e Jade Barbosa e conquistaram os melhores resultados para o Brasil, deixando a equipe próxima de uma vaga na decisão por equipes.

Flavinha, como é conhecida, conseguiu sua segunda melhor nota da vida na trave. Muito ovacionada pelo público, a caçula da seleção brasileira anotou 15,133 em sua apresentação, ficando muito perto da final no individual. Neste ano, na etapa de Baku (AZE) da Copa do Mundo, ela havia feito 15,150.

Flávia Saraiva
Flávia Saraiva

Para se ter uma ideia, a nota obtida por Flávia neste domingo lhe valeria um segundo lugar no Campeonato Mundial de Glasgow, em 2015. Ela, no entanto, ainda precisará esperar o fim de todas as rotações para saber sua posição final na classificatória, o que acontecerá apenas na noite deste domingo.

Rebeca Andrade

Rebeca Andrade, com um desempenho consistente em todas as séries, terminou a rotação brasileira em primeiro lugar na classificação geral por aparelhos, com uma somatória de 58,732. Flávia, por enquanto, é a sétima no geral, com 56,532. 

Assim, o Brasil termina a classificação geral por equipes na quarta posição, com 174,054 pontos, atrás apenas de China, Rússia e Grã-Bretanha. Vale lembrar que ainda faltam cinco equipes competirem: Estados Unidos, Japão, França, Canadá e Holanda. O resultado oficial deve sair até 22h (de Brasília) deste domingo.

Rebeca Andrade
Rebeca Andrade
Rebeca Andrade
Rebeca Andrade


Fonte: UOL