Operário morre ao despencar em obra do estádio da Copa; saiba

Operário morre ao despencar em obra do estádio da Copa; saiba

Cearense de 23 anos instalava proteção lateral dos refletores do estádio.

Um operário morreu em acidente de trabalho, na madrugada deste sábado (14), no canteiro de obras da Arena da Amazônia. A vítima era um cearense, de 23 anos. Ele trabalhava na instalação de proteção lateral dos refletores do estádio que deverá sediar a Copa do Mundo em Manaus quando caiu de altura ainda não confirmada.

Funcionários da obra relataram que o operário caiu em cima de uma cadeira, que ficou danificada, próximo ao escanteio no lado direito do estádio.

O homem, que não teve nome divulgado, foi encaminhado ainda com vida ao Pronto-Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da capital, mas não resistiu. O corpo passa por perícia no Instituto Médico Legal (IML).

As visitas ao local foram suspensas e as obras no estádio deverão ficar paralisadas até a segunda-feira (16), segundo a Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP).

Segundo acidente com vítima fatal

Em maio deste ano, um operário morreu no local, em acidente similar ao ocorrido nesta madrugada. Raimundo Nonato Lima da Costa, de 49 anos, teria se desequilibrado e caído de uma altura estimada de cinco metros após tentar passar de uma coluna para o andaime, segundo a Polícia Militar (PM). A morte foi ocasionada por traumatismo craniano.

Em janeiro, relatório do Ministério Público do Trabalho (MPT 11ª Região) afirmou que as condições de trabalho na arena eram precárias. A situação foi considerada grave. De acordo com o órgão, diversas irregularidades foram encontradas durante fiscalização surpresa, como operários sem equipamentos de proteção coletiva em locais com risco de queda ou de projeção de materiais, aberturas no piso sem sinalização, entre outras.

Nesta semana, outro incidente ocorreu envolvendo operários da Arena, mas desta vez fora do estádio. Seis trabalhadores foram atacados por abelhas nas proximidades do canteiro de obras. Eles foram encaminhados a dois hospitais da capital, mas liberados no mesmo dia após medicação. Os operários eram três alemães, dois portugueses e um brasileiro, com idades entre 27 e 58 anos.

As obras da Arena da Amazônia tiveram início em novembro de 2010 e a inauguração está prevista para janeiro de 2014, segundo declarou o governador Omar Aziz, nesta sexta-feira (13).

Fonte: Globo Esporte