Sem paciência com a arbitragem, Felipão e Verdão devem ir à FPF

Sem paciência com a arbitragem, Felipão e Verdão devem ir à FPF

Sampaio ressalta, no entanto, que não acredita em uma ação premeditada contra o Palmeiras

Se a relação da diretoria e comissão técnica do Palmeiras com a arbitragem do Paulistão já estava abalada desde a última semana, agora, desandou de vez. Inconformado com a atuação do árbitro Wilson Luiz Seneme no empate contra o São Paulo, neste domingo, por 3 a 3, o técnico Luiz Felipe Scolari recusou-se a conceder entrevista coletiva após a partida. Em seu lugar, o gerente César Sampaio deu a cara para bater à imprensa e garantiu: o Verdão tem provas de que tem sido prejudicado e deve conversar com a Federação Paulista de Futebol nos próximos dias ? uma representação formal não está descartada.

Na última sexta-feira, uma relação de pênaltis marcados contra e a favor de todos os times que disputam o Estadual foi divulgada pelo Palmeiras aos jornalistas, na Academia de Futebol. O comunicado insinuava que o Alviverde ? com somente um pênalti a favor ? tem sofrido com a falta de critério dos árbitros. Neste domingo, Cicinho colocou o braço no caminho de Cortez e Seneme assinalou a penalidade. Sampaio contesta que, no gol de Fernandinho, o atacante são-paulino cometeu falta semelhante em Assunção.

- Não é só o Felipão que está irritado. Não temos nada contra a arbitragem, só queremos que os critérios sejam usados da mesma fora. Dois pesos, duas medidas. Não sei se são só números, coincidências, mas somos uma das equipes que mais comete pênalti e umas das que menos tem pênaltis a nosso favor - afirmou.

Sampaio ressalta, no entanto, que não acredita em uma ação premeditada contra o Palmeiras. Mas espera que os árbitros errem para todos os times na mesma proporção ? e não somente contra o Verdão.

- Vamos analisar entrar com uma reclamação formal na Federação, até porque temos os vídeos para confirmar. É legal que o Coronel Marinho (chefe da comissão de arbitragem), a própria Federação se colocou à disposição para acabarmos com as dúvidas. Vai contribuir para melhorar o espetáculo, para que erros não influenciem nos resultados ? completou Sampaio.

Na última quinta-feira, Felipão já havia contestado a marcação de pênalti a favor do Oeste no empate por 1 a 1. Na entrevista após o jogo, ironizou e disse que não ia comentar o lance porque a Federação ?o colocaria em um pedestal?. No início do ano, o técnico cumpriu três jogos de suspensão pela expulsão na semifinal do Paulistão-2011, contra o Corinthians, quando fez duras críticas ao árbitro Paulo César Oliveira.

Fonte: Globo Esporte