Pai do jogador Neymar nega sonegações em depoimento na CPI

Pai de Neymar nega sonegações em CPI da Máfia do Futebol

O pai e empresário do jogador Neymar, Neymar da Silva Santos, foi ouvido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Máfia do Futebol. O assunto mais discutido na sessão foi o de denúncias fiscais envolvendo o jogador.

A audiência pediu explicações sobre os 190 milhões de reais pertencentes ao jogador que estão bloqueados pela Justiça brasileira por acusações de sonegação de impostos entre 2011 e 2013, quando ainda atuava pelo clube santista.

Responsável pela gestão da carreira de seu filho, Neymar garantiu que pagou todos os tributos corretamente e disse que houve falta de entendimento devido à mudança dos critérios de cobrança da Receita Federal. Segundo o empresário, uma multa foi cobrada pois a Receita creditou contas à pessoa física de Neymar que já tinham sido tributadas pela empresa (Pessoa Jurídica) que agencia o jogador.

Questionado sobre falsificação de contratos na transação Santos-Barcelona, o pai do craque brasileiro explicou a questão dos direitos de Neymar. “Quando começou, ele não poderia ter contrato de trabalho, não poderia ter empresa nem vínculo empregatício. O único modo que o Santos tinha era adquirir a imagem desse atleta. Então nós, pai e mãe, abrimos uma empresa para negociar o direito de imagem do garoto com o clube. E com a saída do Neymar, em 2013, nós recuperamos a imagem em 100%. O Barcelona possui 0% da sua imagem “, explicou.

Pai de Neymar dá explicações em CPI
Pai de Neymar dá explicações em CPI
Fonte: Lance!