Palmeiras aposta na regularidade como arma para o título

Palmeiras aposta na regularidade como arma para o título

O Palmeiras encara o Cruzeiro, às 16h, no domingo, em Sete Lagoas (MG).

O Palmeiras tem na regularidade e na eficiência as suas melhores qualidades até aqui na temporada. Em 29 partidas no ano, são 20 vitórias, seis empates e somente três derrotas. Ou mais precisamente um aproveitamento de 76% dos pontos disputados.

O Fluminense, campeão brasileiro de 2010, dirigido por Muricy Ramalho, técnico que mais conquistou o Nacional na era dos pontos corridos --são quatro títulos--, teve um aproveitamento de 63%.

É apostando neste padrão que Luiz Felipe Scolari espera chegar à meta de todos no clube: o título que não vem desde 1994.

"A gente tem de trabalhar no dia a dia e mostrando os dados. Dando exemplos de como a regularidade é importante. No único dia em que não fomos regulares foi aquela aberração em Curitiba [goleada de 6 a 0 diante do Coritiba]. Temos um bom elenco e somos candidatos a ficar entre os primeiros mantendo a regularidade. Isso é o que passamos nas conversas para a equipe. Tem times com boa estrutura, com bom plantel. Mas meu plantel é bom. Temos futebol que pode ser equilibrado e podemos brigar pelo titulo", afirmou o técnico palmeirense, campeão com o Grêmio em 1996, quando o torneio ainda era disputado no sistema de mata-mata.

Ele reconhece que outros times têm boa estrutura e bom plantel. Mas afirma que o seu elenco, que conta com um "futebol equilibrado", pode brigar pela taça.

Com isso, mesmo enfatizando que os três pontos de agora valem tanto quanto os da última partida, Scolari diz que é de suma importância largar com a pontuação mais próxima possível do máximo. Segundo ele, assim a equipe terá mais oportunidade de se recuperar quando sofrer algum revés.

"Pelo o que a gente tem de dados, quem fizer 70% dos pontos é campeão tranquilo. Para isso, tem de ganhar uma e empatar outra. Muitas vezes um tropeço tira a oportunidade de chegar lá em cima. Por isso todo jogo é importante. Esse [contra o Cruzeiro] marca nosso primeiro jogo fora. Pelo o que o Palmeiras vem fazendo, tem condições de ganhar em Minas Gerais", finalizou o comandante alviverde.

O Palmeiras encara o Cruzeiro, às 16h, no domingo, em Sete Lagoas (MG).

Fonte: Folha.com