Palmeiras bate a Ponte Preta e mantém briga por liderança geral no Campeonato Paulista 2014

Palmeiras bate a Ponte Preta e mantém briga por liderança geral no Campeonato Paulista 2014

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 35 pontos no Grupo D

Com gol aos 43min do segundo em partida extremamente emocionante, o Palmeiras venceu a Ponte Preta e se credenciou a terminar a primeira fase do Campeonato Paulista com a melhor campanha. Neste sábado, no Pacaembu, em São Paulo, a equipe fez 3 a 2 em confronto com dois pênaltis, ?virada relâmpago? e diversas chances de gol.

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 35 pontos no Grupo D ? a liderança e a classificação já estavam garantidas anteriormente. Por enquanto, tem o melhor desempenho, mas pode ser alcançado pelo Santos, que tem 32 pontos no Grupo C, joga no domingo contra o Rio Claro e tem melhor saldo de gols. A liderança geral do Estadual daria vantagem de decidir em casa no mata-mata.

O Santos é justamente o próximo adversário do Palmeiras no Estadual: as equipes se enfrentam no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. No mesmo dia e horário, a Ponte Preta pega o Mogi Mirim no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com 24 pontos, a equipe ainda luta pela segunda posição do Grupo C e pela consequente classificação às quartas de final.

​O jogo começou com um susto para o torcedor palmeirense. Logo aos 2min, Magal cruzou da esquerda e Rossi cabeceou para o gol, carimbando a bola no lateral Juninho; na sobra, com o goleiro Fernando Prass vencido no lance, o jogador da Ponte Preta empurrou para o gol e abriu o placar no Pacaembu. A torcida reagiu imediatamente, e o anfitrião começou grande período de pressão.

Durante todo o primeiro tempo, o Palmeiras se manteve em cima da Ponte Preta, organizado por Bruno César, que foi um dos mais acionados. A equipe de Campinas, por sua vez, jogou no contra-ataque e levou perigo constante ao anfitrião, que esteve à mercê. O segundo gol, no entanto, não saiu. Até o intervalo, o time se segurou atrás e manteve a vantagem.

No segundo tempo, no entanto, o Palmeiras conseguiu uma virada relâmpago. Aos 15min, Bruno César cruzou na área, o goleiro Roberto espalmou mal e, no rebote, Eguren chutou para o gol vazio. Três minutos depois, Bruno César cavou pênalti em dividida com Thiago Carleto. Alan Kardec cobrou e virou o placar aos 18min, mandando a bola no canto esquerdo de Roberto, que escolheu o outro lado para tentar a defesa.

De forma imediata, o Palmeiras passou a se preocupar mais com a defesa e se acuou. Como resultado disso, a Ponte Preta pressionou e conseguiu também cavar um pênalti, em dividida de Silvinho com o lateral Wendel. Aos 25min, Silvinho bateu com força para mais uma vez empatar o jogo. Aos 29min, a Ponte quase virou: Antônio Flávio invadiu a área pela direita e acertou o travessão em finalização.

A partida emocionante seguiu assim até o final, quando o Palmeiras conseguiu, enfim, garantir a vitória. Aos 43min, Valdívia enfiou para Alan Kardec, que, na esquerda da área, tocou cruzado para Mendieta apenas empurrar para o gol aberto. Até os acréscimos, a Ponte Preta não conseguiu reagir mais uma vez e evitar a derrota.

Fonte: Terra, www.terra.com.br