Para cortar gastos, Palmeiras tira nutricionista e fotógrafo de viagem

Fotógrafo oficial, cinegrafista e nutricionista do time foram cortados dos jogos que o time realiza fora de São Paulo.

Desde que assumiu a presidência do Palmeiras, Paulo Nobre tem feito de tudo para reduzir gastos. A austeridade fiscal tornou-se marca registrada de sua gestão. Em diversos setores, incluindo o futebol, ele apertou o cinto. Agora, a delegação palmeirense também foi atingida pelas medidas econômicas da diretoria. Fotógrafo oficial, cinegrafista e nutricionista do time foram cortados dos jogos que o time realiza fora de São Paulo. A intenção é economizar nas viagens.

A economia com as diárias dos profissionais e custo de locomoção não chega a R$ 3 mil por viagem. Mesmo assim, a diretoria avalia que o saldo final pesa no bolso. A medida já está em vigor desde o jogo contra o América-MG, no último dia 14, no empate em 1 a 1 fora de casa.

Logo em seguida, o Palmeiras venceu o Avaí por 4 a 2, em Florianópolis, e os profissionais também não fizeram parte da delegação. Prova disso é que o site oficial do clube usou uma foto antiga para ilustrar o relato que publicou do jogo. Justamente por não ter levado o fotógrafo oficial.

A tendência é que a ordem de enxugar a delegação permaneça assim até o final da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Dos 14 restantes para o término da competição, sete serão fora do estado de São Paulo. A diretoria ainda não determinou que mais profissionais sejam atingidos pela medida.

Vale lembrar que a CBF custeia 25 passagens e hospedagens como visitante para todos os times que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro. Portanto, praticamente todos os jogadores e comissão entram nessa conta. Ou seja, os cortados foram os excedentes, cujo gasto sairia dos cofres do clube do Palestra Itália.

Entre as medidas mais rigorosas adotadas por Paulo Nobre para reduzir custos no Palmeiras estão a extinção do time de futsal e de equipes de esportes olímpicos, como o judô. Essas ações foram tomadas ainda no meio do ano. O time ainda procura um patrocinador máster para a camisa, para poder contar com uma margem de manobra financeira maior.

Fonte: UOL