Palmeiras deve escalar 7 titulares contra time colombiano pela Sul-Americana

No sábado, o time faz clássico decisivo para seu futuro no Campeonato Brasileiro

O Palmeiras venceu duas partidas conecutivas, mas o risco de rebaixamento ainda é um pesadelo para a torcida. No sábado, o time faz clássico decisivo para seu futuro no Campeonato Brasileiro contra o São Paulo no Morumbi.



Mas nem por isso Gilson Kleina decidiu abrir mão da Copa Sul-Americana. O Palmeiras enfrenta o Millonarios, da Colômbia, nesta terça-feira à noite, no Pacaembu, pelo primeiro jogo das oitavas de final, com apenas dois jogadores poupados pelo treinador.

Pelo que se viu nos treinos de ontem, Kleina deverá escalar sete titulares. Marcos Assunção e Thiago Heleno, que vêm sofrendo com lesões, serão poupados. Barcos serve a seleção argentina, e Valdivia, recuperado de lesão na coxa direita, deve começar entre os reservas.

Por mais que o Palmeiras já tenha vaga na Libertadores --prêmio dado ao campeão da Sul-Americana, mas que o time já tem pelo título da Copa do Brasil--, uma vitória hoje é vista como a confirmação dos bons ventos trazidos por Kleina e um embalo a mais para o time continuar sua luta contra o rebaixamento.

"O planejamento que nós fizemos foi pensando nesses três jogos [Ponte, Millonarios e São Paulo]. São três jogos em sete dias. Temos de ter o foco no Brasileiro até por causa dessa reação. Passando pelo Millonarios, acreditamos que vamos jogar mais leve. E aí sim focar o clássico, que vai ser de grande valia."

Se Kleina confirmar a opção por Valdivia no banco, Daniel Carvalho ganha chance. "Para o Palmeiras, essa competição também é importante. Já demonstramos que no mata-mata vamos muito bem. Esperamos uma vitória para administrar o jogo de volta", afirmou o meia.

Para Daniel, a distância até a próxima partida faz com que o time possa escalar boa parte de seus titulares.

"De terça para sábado tem muito tempo para descansar, quanto mais competições, melhor. O único risco são as lesões, mas elas podem acontecer em treino também."

A partida de volta será no dia 23, na Colômbia. O vencedor do duelo enfrentará depois o ganhador de Grêmio x Barcelona do Equador nas quartas. Até lá, o time jogará contra São Paulo, Coritiba, Náutico, Bahia e Cruzeiro no Nacional, no qual ocupa a 18ª colocação, com 26 pontos.

Ontem, o clube divulgou que receberá o Coritiba na Arena da Fonte, em Araraquara (SP) --perdeu quatro mandos de campo e terá de atuar a pelo menos 100 km da capital.

De acordo com o clube, a tendência é que Araraquara também seja a sede das outras partidas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br