Palmeiras empata com o Vitória no Barradão

O clube rubro-negro abriu o placar com Elkeson, aos 9min do primeiro tempo

Vitória e Palmeiras empataram por 1 a 1, em partida disputada no Barradão, nesta quarta-feira, no início do segundo turno do Campeonato Brasileiro.

O clube rubro-negro abriu o placar com Elkeson, aos 9min do primeiro tempo, aproveitando o time adversário apático, sem criatividade. Na etapa final, um pouco melhor, os palmeirenses igualaram o placar com Tadeu, aos 26min.

Com o resultado, as duas equipes se mantêm na metade de baixo da tabela. Somando 25 pontos, o time paulista, que começou o jogo com Valdívia no banco de reservas, termina a noite na 12ª colocação, longe dos seus objetivos de brigar, ao menos, por vaga na Copa Libertadores.



O mesmo pode-se dizer do Vitória, que, após o vice-campeonato na Copa do Brasil deste ano, faz má campanha na Série A e é apenas o 15º colocado, com 23 pontos, cinco na frente do Atlético-MG, - com um jogo a menos, o time mineiro termina a quarta-feira como o primeiro da zona do rebaixamento.

Na próxima rodada, no sábado, o Vitória joga contra o Flamengo, fora de casa, às 18h30 (horário de Brasília). O Palmeiras, na condição de mandante, joga no domingo, contra o Vasco, às 16h.

O jogo

Depois de não gostar de ser substituído na partida anterior, contra o Cruzeiro, o meia Valdivia foi barrado por Felipão e começou o jogo apenas como opção no banco de reservas. Com Marcos Assunção e Tinga na armação das jogadas, o Palmeiras começou a partida acuado e aceitou a pressão baiana. Aos 4min, o Vitória já havia chegado com perigo em cabeçada com Wallace.

O placar foi aberto aos 9min: Júnior dominou na entrada da área e rolou na medida para Elkeson, que bateu cruzado e venceu Deola, confirmando o melhor momento do time da casa no jogo.

A equipe paulista não conseguia demonstrar poder de reação e seguia apática. Até existia movimentação para atacar, mas os jogadores de frente tinham uma atuação apagada e não ameaçavam a meta de Viáfara. Aos 25min, Kleber protagonizou um lance bizarro, quando escorregou tentando carregar a bola.

O Vitória tentava aproveitar o mau momento palmeirense para tentar marcar seu segundo gol. Aos 29min, Evandro aproveitou rebote do zagueiro Danilo e acertou chute perigoso, à direita do gol de Deola.

O Palmeiras saiu do primeiro tempo com a sensação de que poderia estar perdendo de mais e evidenciando a necessidade de trocas no time, inofensivo até então. Buscando maior poder de frente, Felipão trocou Luan e Pierre por Tadeu e Valdívia.

Mas o primeiro lance da etapa final foi do Vitória. Aos 2min, Ramon cobrou falta do bico da área, a bola tomou efeito e exigiu uma excelente defesa de Deola.

Apesar do susto, o time alviverde mostrava, ao menos, mais vontade. Ainda assim, parecia pouco para empatar o jogo, enquanto os baianos se mantinham bem postados em campo e tentando jogar no erro dos paulistas.

Aos 11min, quase deu certo. Maurício Ramos se atrapalhou no recuo de cabeça para Deola e entregou para Ramon, que, sem ângulo, passou pelo goleiro, mas chutou na trave.

O Vitória ainda teve outra chance de ampliar antes de sofrer o empate. Aos 24min, Ramon bateu bem de longa distância e acertou o canto esquerdo. Deola se esticou para salvar o Palmeiras.

Dois minutos depois, em uma falha de Viáfara, o clube visitante conseguiu igualar o marcador. Edinho soltou pancada de longe e o goleiro da equipe baiana se atrapalhou, dando rebote. Tadeu pegou a sobra para marcar.

O gol mudou a cara do jogo, que ficou mais aberto por alguns instantes. Aos 28min, quase saiu a virada do Palmeiras: Kleber bateu colocado da meia lua e a bola passou raspando a trave esquerda baiana.

Na sequência foi a vez do Vitória assustar, em chute de Ramon, de pé esquerdo, de fora da área, aos 32min.

Buscando jogadas com Elkesson e Júnior, a equipe rubro-negra tentou recuperar a vantagem no placar até o fim do jogo, mas parou em Deola e deixou o campo ouvindo vaias da torcida.

Fonte: Terra, www.terra.com.br