Palmeiras joga mal e apenas empata com Catanduvense em 1 a 1

Palmeiras joga mal e apenas empata com Catanduvense em 1 a 1

O resultado deixa o time alviverde com cinco pontos e ainda invicto, mas com o segundo empate consecutivo.

O Palmeiras jogou mal, dependeu muito de Marcos Assunção, que parou uma vez na trave e outras duas no goleiro, e ficou só no empate com o frágil Catanduvense. Para piorar a situação, Leandro Amaro falhou feio ao dominar uma bola de mão dentro da área e e deu o pênalti para Osny abrir o placar. Quando a equipe de Felipão já parecia se conformar com o resultado, Assunção bateu escanteio na cabeça de Fernandão, que empatou o jogo aos 38 minutos do 1º tempo.

O resultado deixa o time alviverde com cinco pontos e ainda invicto, mas com o segundo empate consecutivo. O Catanduvense também chega à segunda igualdade seguida e soma dois pontos no Estadual. Na quarta-feira, o Palmeiras pega o Mogi Mirim, no Pacaembu, e o time do interior enfrenta o Comercial, em Ribeirão Preto.

Logo no início, a expectativa era que o Palmeiras começasse apertando o Catanduvense, especialmente pela mudança na escalação de Flávio Murtosa, que colocou Maikon Leite como titular no lugar de Tinga. Daniel Carvalho, mesmo fora de ritmo, ocupou o posto do machucado Valdivia. Nos 15 primeiros minutos, a mudança até surtiu efeito, mas não foi o suficiente.

Maikon Leite se apresentou bastante pela direita e tentava, em vão, dar assistências para Ricardo Bueno, que desperdiçou duas chances de gol, sendo que uma delas sendo empurrado pelas costas dentro da área. Após isso, o Palmeiras caiu muito de produção, mas não o suficiente para que o Catanduvense conseguisse incomodar Deola.

Aos 38, Washington, o número 10 do Catanduvense, conseguiu boa bola pela direita e acertaria o ângulo esquerdo de Deola. O goleiro voou e conseguiu fazer boa defesa, a sua única participação nos 45 minutos iniciais.

No início do segundo tempo, a tônica do jogo foi a mesma. O Catanduvense chegou a assustar em uma batida de falta de Alemão, mas logo depois o Palmeiras voltou a dominar o jogo. Luan, que não apareceu no jogo e ainda perdeu um gol incrível, foi substituído por Pedro Carmona. Aos 15, Marcos Assunção respondeu e, também em batida de falta, acertou o travessão de João Paulo. Dois minutos depois, o volante bateu outra falta muito perigosa, mas desta vez, João Paulo defendeu.

Aos 25 minutos do 2º tempo, nitidamente cansado, Daniel Carvalho foi substituído por Patrik. Nem deu tempo do meia atuar, e Leandro Amaro já fez pênalti bobo. O zagueiro passou da bola, abriu os braços e acabou dando a chance para os donos da casa saírem à frente. Osny, aos 29 minutos, bateu muito bem e não deu chances para Deola.

Para tentar reagir, Murtosa tirou Maikon Leite e colocou Fernandão. O atacante acertou a cabeçada fatal aos 38 minutos e conseguiu o empate para o time da capital após cobrança de escanteio de Marcos Assunção.

"É verdade, essa é a nossa melhor jogada que trabalhamos (bola aérea). Consegui fazer o gol, mas para mim 1 a 1 é derrota. Era para a gente ganhar", lamentou o atacante em entrevista ao "Sportv".

Fonte: UOL