Palmeiras joga toda sua esperança em Keirrison

O camisa 8 deve fazer sua primeira partida como titular da equipe, na vaga de Lenny

O Palmeiras enfrenta o Mogi Mirim neste sábado, às 17h, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto buscando alívio para voltar para casa. Apostando em Keirrison, atacante contratado para ser o homem-gol da equipe, o time de Vanderlei Luxemburgo quer vencer a sua segunda partida no Campeonato Paulista para retornar aos jogos no Palestra Itália em paz com seus torcedores.

A equipe, que se reapresentou há três semanas sob protestos dos torcedores, encontrou sossego no interior de São Paulo, junto a um público que não está acostumado a ver o time de perto. Aproveitando esse tipo de torcedor, os atletas palmeirenses querem engatar mais uma vitória para, enfim, se reencontrarem com aqueles que frequentam o Palestra Itália.

O camisa 8 deve fazer sua primeira partida como titular da equipe, na vaga de Lenny. Ao seu lado, Willians terá Keirrison, jogador no qual o Palmeiras aposta suas fichas para sanar os problemas no ataque.

Keirrison tem rejeitado o rótulo de salvador. No entanto, o jogador admite que tem uma responsabilidade a mais no Palmeiras. Artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado ao lado de Kléber Pereira (Santos) e Washington (na época no Fluminense), o novo camisa 9 do Verdão prefere não fazer promessas.

- Salvador é uma palavra muito forte. Sei que minha responsabilidade aqui é muito grande. A torcida quer títulos, assim como os jogadores. Não gosto muito de falar sobre minhas metas, mas tenho certeza de que o ano vai ser maravilhoso para o Palmeiras. Espero fazer gols e a ajudar a equipe ? comentou o atleta no dia da sua apresentação oficial no clube.

Julio César é o desfalque do Mogi Mirim

Já o Mogi Mirim do técnico Gelson Silva tem um desfalque certo contra o Palmeiras. Expulso na derrota por 2 a 0 para o Mirassol, o volante Julio César é a baixa no meio-campo. A vaga é disputada por Gilberto e Luis Henrique.

Em compensação, a equipe interiorana conta com a experiência do meia Giovanni, que brilho no Santos nos anos 90. Aos 35 anos, o atleta é o principal nome da equipe que é presidida pelo pentacampeão Rivaldo.

Fonte: Globo Esporte