Palmeiras pode perder patrocinador em caso de rebaixamento

A Kia paga cerca de R$ 25 milhões por ano ao clube.

O risco de rebaixamento não ameaça apenas o futuro do time, mas também coloca em xeque as finanças do Palmeiras. As receitas do clube alviverde podem ser muito afetadas caso a equipe dispute a Série B em 2013. O contrato de patrocínio de três anos com a Kia prevê revisão todo mês de setembro. A revisão deste ano, no entanto, ainda não foi realizada --clube e empresa querem fazê-la no fim deste mês.



A Kia, que paga cerca de R$ 25 milhões por ano ao clube, pode diminuir o valor ou até cancelar o acordo de patrocínio. A empresa sul-coreana afirma que não definiu ainda o que vai fazer em relação ao contrato de patrocínio com o Palmeiras.

O patrocínio com a Kia foi fechado no final de janeiro e é válido por três anos. O valor total a ser investido pela empresa sul-coreana é de R$ 74 milhões. A Fiat, que deixou o Palmeiras em 2011, pagava cerca de R$ 17,3 milhões por temporada.

Após o título da Copa do Brasil, torneio patrocinado pela KIA, o Palmeiras esperava alavancar sua situação econômica e, assim, diminuir a distância financeira para os rivais.

Entre os quatro maiores clubes do Estado de São Paulo, o time alviverde foi o que menos faturou em 2011. O Palmeiras arrecadou no ano passado cerca de R$ 146 milhões.

A queda para a Série B é uma ameaça aos planos palmeirenses, ainda mais considerado que a previsão é finalizar em dezembro do próximo ano a reforma do Palestra Itália.

Fonte: Folha