Palmeiras pode ser o melhor campeão da história da Copa do Brasil

Palmeiras está com um jejum de quatro anos sem levantar troféus.

O Palmeiras está prestes a conquistar seu segundo título da Copa do Brasil, acabar com um jejum de quatro anos sem levantar troféus e vencer uma competição nacional pela primeira vez desde 2000. E pode alcançar esses feitos com uma campanha que ficará marcada na história.



Se voltar a vencer o Coritiba, agora na capital paranaense, na quarta-feira, a equipe dirigida pelo técnico Luiz Felipe Scolari será a campeã com melhor desempenho de todas as 24 edições já disputadas do torneio mata-mata.

O atual detentor do recorde é o Corinthians de 1995, que se sagrou campeão depois de oito vitórias, dois empates e sem nenhuma derrota. Um aproveitamento de 86,7% dos pontos possíveis.

É exatamente essa a campanha do Palmeiras de 2012.

Um time que não encanta, sofre com as limitações técnicas dos jogadores e provoca calafrios nos torcedores. Mas que só não conseguiu vencer o Atlético-PR, em Curitiba, e o Grêmio, em casa.

E que iniciou o mata-mata que pode lhe dar o primeiro título nacional desde a Copa dos Campeões de 2000, além da vaga na Libertadores, com um 2 a 0 sobre o Coritiba.

"Ninguém pode ter em mente o espírito de já ganhou. O resultado foi enganoso. Com 20 minutos, poderíamos estar perdendo por 3 a 0", disse o gerente de futebol do clube, César Sampaio.

Mas o Palmeiras não precisa vencer para ser campeão. E nem para cravar os nomes dos jogadores atuais na lista dos melhores do torneio.

Um empate na próxima semana o transformará no primeiro campeão invicto dos últimos nove anos, desde o Cruzeiro dirigido por Vanderlei Luxemburgo que faturou a única "tríplice coroa" do Brasil --ainda ganhou em 2003 a Série A e o Mineiro.

Também igualará a campanha daquele time, a melhor desde que a Copa do Brasil passou a utilizar o formato atual, com 64 participantes.

Já a derrota para o Coritiba privará o Palmeiras dos recordes, ainda que com campanha superior a de todos os campeões a partir de 2004. Mas até pode ser suficiente para a conquista do título.

A equipe paulista só deixará escapar a Copa do Brasil se perder por três ou mais gols de diferença. Caso o 2 a 0 do jogo de ida se repita, mas agora a favor do Coritiba, os pênaltis definirão o campeão.

Ontem, o atacante Barcos, que precisou passar por uma cirurgia depois de crise de apendicite, deixou o hospital. Ele está fora da decisão.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br