Palmeiras manda ofício à CBF por troca de árbitro contra São Paulo

Palmeiras manda ofício à CBF por troca de árbitro contra São Paulo

O clube mostra a insatisfação com o que chama de "inúmeros erros cometidos pelo árbitro contra o Palmeiras, entre eles, 11 pênaltis

O Palmeiras anunciou no seu site oficial que protocolou um ofício na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para que Paulo César de Oliveira não seja mais o árbitro da partida deste sábado, às 16h, contra o São Paulo, no Estádio do Morumbi.

No ofício enviado, o clube mostra a insatisfação com o que chama de "inúmeros erros cometidos pelo árbitro contra o Palmeiras, entre eles, 11 pênaltis marcados contra a equipe e 17 jogadores expulsos em 29 partidas apitadas pelo árbitro desde 1997, ano em que Paulo César de Oliveira estreou no quadro principal da Federação Paulista de Futebol".

O diretor jurídico, Piraci de Oliveira, e o vice-presidente de futebol, Roberto Frizzo, também mostraram no site oficial do clube sua insatisfação com a escolha da CBF. "Não achamos o Paulo César mal intencionado, mas é um acinte ao bom senso a escolha dele mediante os erros cometidos contra o Palmeiras há mais de uma década", afirmou Piraci de Oliveira.

"É provado que o Paulo César possui um histórico infeliz contra o Palmeiras. Faltou bom senso nessa escolha", reforçou Frizzo.

A campanha contra o árbitro começou já na terça-feira, quando a CBF anunciou a escala. No meio do jogo contra o Millonarios, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, Piraci iniciou as reclamações via Twitter. Depois, foi a vez da torcida adotar a campanha "Paulo César de Oliveira nunca mais", com direito a um dossiê.

Fonte: UOL