Palmeiras vence o Coruripe sem brilho e adia definição

Graças a um gol prematuro de Hernán Barcos, o time paulista chegou a 15 jogos de invencibilidade

O Palmeiras esteve bem aquém do que sua torcida esperava nesta quarta-feira, mas ao menos fez o que planejava: venceu. Jogando em Maceió pela primeira fase da Copa do Brasil, o time de Luiz Felipe Scolari venceu o Coruripe por apenas 1 a 0, sem conseguir evitar o jogo de volta entre os times pela competição.

Graças a um gol prematuro de Hernán Barcos, o time paulista chegou a 15 jogos de invencibilidade em 2012 (13 pelo Campeonato Paulista, um em amistoso e um na Copa do Brasil). O Coruripe, por sua vez, tenta repetir o que os também alagoanos do ASA conseguiram na Copa do Brasil de 2002, quando o time de Arapiraca avançou no Parque Antártica.

Palmeiras e Coruripe voltam a se enfrentar agora no próximo dia 22, quando decidem a vaga para a segunda fase - o duelo acontece no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. Quem passar, enfrentará o Horizonte-CE, que surpreendeu e despachou o América-RN na primeira fase, superando o rival nos pênaltis.

O Palmeiras começou jogo dando impressão de que poderia dominar e golear, abrindo o placar logo aos 2min do primeiro tempo: após bela troca de passes na entrada da área, Barcos recebeu a bola pela esquerda, invadiu com rapidez e bateu cruzado, vencendo o goleiro Juninho.

Apesar do gol prematuro, o time de Luiz Felipe Scolari rapidamente diminuiu o ritmo e passou a administrar o jogo. Tanto que, em uma primeira etapa sem chances, o Palmeiras só voltou a assustar aos 42min: Barcos chegou pelo lado direito trouxe para o centro, onde Maikon Leite foi travado justamente na hora da conclusão.

Na etapa final, diante da apatia palmeirense, o Coruripe passou a pressionar em busca do gol de empate, sem conseguir. Aos 21min, Cleiton foi acionado na esquerda e arriscou um forte chute rasteiro, que foi para fora.

Em busca de uma melhor movimentação, Felipão sacou Daniel Carvalho e Maikon Leite, lançando Pedro Carmona e Ricardo Bueno no jogo. Porém, foi com Barcos que o Palmeiras criou nova chance aos 34min - porém, quando o argentino conseguiu driblar na área, Patrik atropelou e só conseguiu ganhar um escanteio na dividida. E que foi desperdiçado.

No fim do jogo, o Palmeiras ainda tentou boas trocas de bola pela esquerda, em especial com Patrik, Ricardo Bueno e Barcos - aos 43min, o camisa 9 cruzou rasteiro para Henrique, que mandou no pé da trave e manteve o placar magro. Agora, o time volta a entrar em campo no sábado, quando enfrenta a Ponte Preta pelo Campeonato Paulista.


Palmeiras vence o Coruripe sem brilho e adia definição

Fonte: Terra