Palmeiras volta a ter prejuízo e fecha o mês no vermelho: R$ 2,8 mi

A agremiação tem de gastar aproximadamente R$ 19 milhões nas obras,

O Palmeiras fechou julho com um prejuízo superior a R$ 2,861 milhões e não repetiu o superávit do mês anterior, quando teve lucro de R$ 123 mil. Foi a quarta vez na temporada que o time alviverde fechou no vermelho, repetindo janeiro, fevereiro e maio, conforme apurou o ESPN.com.br.

O prejuízo pode ser explicado devido ao aumento dos déficit no social. Em julho, o clube palestrino teve despesas de R$ 5,72 milhões e receita de R$ 2,8 milhões, contra R$ 3,8 milhões de gastos e R$ 3,4 milhões de lucro no mês anterior.

As reformas na instituição, contudo, não podem ser uma das justificativas do aumento, apesar de o Palmeiras precisa arcar com as obras de acabamento e parte elétrica dos novos departamentos sociais do clube após a reforma do estádio. Os números não estão incluídos na contabilidade alviverde.

A agremiação tem de gastar aproximadamente R$ 19 milhões nas obras, o que motivou aumento nas mensalidades dos associados por meio de taxas de melhorias impostas na casa dos R$ 55 (plano individual) e R$ 88 (plano família). Os sócios protestaram em reuniões, conforme noticiou a ESPN.É o futebol, aliás, que segura as contas do clube no ano. Neste quesito, o balanço está 'verde' em R$ 17,928 milhões ao longo de 2015, contra déficit de R$ 13,6 milhões no departamento social.

Os esportes não-profissionais apresentam despesas de R$ 1,7 milhões na temporada.Ao longo de 2015, de acordo com o balanço do mês de julho, o Palmeiras apresenta um superávit de R$ 2,46 milhões, número que caiu consideravelmente devido às contas de julho terem ficado no vermelho.Apesar disso, o ano é positivo para o clube por ter conseguido voltar a ter a fechar um mês no azul, o que aconteceu pela primeira vez em março. O Palmeiras estava há quatro anos - desde fevereiro de 2011 - sem conseguir ter um superávit mensal.

Fonte: MSN