Paraná culpa “defesa fechada” para justificar derrota

O técnico Dado Cavalcanti, visivelmente irritado com o resultado

Mesmo jogando diante da quarta defesa mais vazada da Série B, o Paraná não conseguiu impor seu jogo e perdeu para o Figueirense por 1 a 0 neste sábado, no Estádio Orlando Scarpelli.

O técnico Dado Cavalcanti, visivelmente irritado com o resultado, disse que o time não conseguiu criar e que a forma que o gol foi tomado, pelo atacante Pablo de cabeça, foi dito ao elenco.

?Eles jogaram por uma bola e fizeram o gol. Saímos para o jogo, eles se fecharam atrás e não conseguimos marcar. A bola deles era área e sabíamos disso. Não podia acontecer?, declarou.

A opinião foi a mesma do atacante Kayke, que afirmou ter dificuldades de abrir a zaga do time catarinense. ?Atacamos no primeiro tempo e não fizemos nas três chances que criamos. Eles fizeram o gol e fecharam tudo lá atrás. Foi difícil de entrar na defesa deles?, lamentou.

Durante a partida, o Paraná finalizou apenas três vezes em direção ao gol. As oportunidades foram de Kayke e Alex Alves, ambos de dentro da área no primeiro tempo, e Welington, que arriscou de longe na segunda etapa. As 11 restantes foram para fora e não assustaram.

Com algumas mudanças no time titular, como a saída de Paulinho para a entrada de Tiago Silva, além de Welington iniciando a partida pela primeira vez e Neverton, que não jogava desde o Campeonato Paranaense e entrou no segundo tempo, Cavalcanti falou que é uma forma de valorizar o grupo.

?É importante valorizar aqueles que não estão jogando também. É uma motivação para eles, que sabem que podem ser chamados para ajudar a qualquer momento. É uma renovação?, finalizou o treinador do Paraná.

Fonte: Terra, www.terra.com.br