Patito enfim é regularizado e pode estrear pelo Santos

Patito enfim é regularizado e pode estrear pelo Santos

Patito chegou ao Santos há 20 dias, mas estava impossibilitado de estrear.

O meia-atacante Patito Rodríguez enfim teve sua documentação regularizada no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e pode estrear com a camisa santista no duelo contra o Atlético-GO neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no estádio do Pacaembu, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Saiu há poucos minutos, ele já tem condições de jogo. Conseguimos pela Fifa, que autorizou, emitiu o TMS (Transfer Matching System - Sistema de Regulamento de Transferência) e a CBF pôde inserir a regularização?, afirmou o diretor jurídico do Santos, João Vicente Gazolla.

Patito chegou ao Santos há 20 dias, mas estava impossibilitado de estrear com a camisa do Santos. Isso porque, a AFA (Associação de Futebol Argentino), bloqueou as contas oficiais do ex-clube do jogador por conta de dívidas milionárias.

O clube brasileiro teve que acionar a Fifa para conseguir a liberação do argentino, e o pai de Patito viajou a Argentina para entrar na Justiça. Por prudência, o Santos adiou o pagamento do valor referente aos 50% dos direitos econômicos do jogador.

A equipe da Vila Belmiro descobriu que a conta bancária oferecida pelo Independiente para o depósito tinha origem duvidosa.

No caso do dinheiro envolvido para a contratação de Patito, o Independiente armou estratégia para que o valor não fosse confiscado pela AFA, criando uma conta ?alternativa?, configurando caixa 2.

Patito chegou a ter sua apresentação cancelada no Santos há dez dias. Enquanto aguardava a liberação, o argentino se destacava nos treinos e arrancava suspiros do técnico Muricy Ramalho, que elogiou a qualidade do atleta durante as atividades.

?Ele (Patito) mostrou que é diferente?, disse o treinador, que confirmou a presença do argentino no banco de reservas na partida contra os goianos. ?Vai ficar no banco porque precisa de entrosamento com o time?.

Fonte: UOL