Patrícia Amorim se afasta do futebol do Fla e alega desgaste

Patrícia Amorim se afasta do futebol do Fla e alega desgaste

A tendência, segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, é que Jairo do Santos assuma o cargo.

Cansada dos seguidos problemas que assolaram o Flamengo neste início de ano, a presidente Patrícia Amorim revelou um intenso desgaste após contornar toda a crise no futebol do clube e resolveu se afastar das decisões que envolvem o principal departamento rubro-negro.

Enquanto Joel Santana chegou para resolver os problemas dentro das quatro linhas, Paulo César Coutinho, novo vice-presidente de futebol, foi nomeado com a função de evitar uma exposição ainda maior de Patrícia Amorim e preservar a presidente dos desgastes do dia a dia.

Ocupando um cargo vago desde 2010 e que vinha sendo acumulado pela mandatária, Coutinho aparece com uma espécie de "escudo" de Patrícia, evitando que os problemas cheguem diretamente a presidente. "Infelizmente, por todas as circunstâncias que existiam antes, os problemas sempre "estouravam" em cima de mim. E isso nunca é legal. Foi o que aconteceu comigo e acabou me desgastando muito", desabafou Amorim, acrescentando.

"Estou aqui para resolver as coisas, mas em última instância. Precisamos ter um responsável por essa ligação com o departamento de futebol. Tenho certeza que o Coutinho fará isso da melhor maneira possível. Continuo acompanhando tudo, mas ciente de que tenho uma pessoa capaz de resolver todos os problemas que possam surgir", destacou a presidente.

Além da troca de técnico e da nomeação de um novo dirigente do clube para comandar da pasta do futebol, Patrícia sabe que precisa de um executivo para cuidar do time e suprir a lacuna deixada pelas saídas de Luiz Augusto Veloso, então diretor, e Isaías Tinoco, que exercia a função de supervisor técnico.

"Acreditamos que essa figura do executivo seja importante dentro do organograma do futebol e estamos vendo um nome para ocupar esta vaga, mas isso será definido pelo novo vice de futebol. Não quero nem me meter nisso mais. Dei carta branca, e ele (Paulo César Coutinho) fará o melhor pelo clube", salientou Patrícia.

A tendência, segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, é que Jairo do Santos assuma o cargo executivo no comando do futebol. O dirigente, que trabalhava como "espião" da seleção brasileira em competições internacionais, aceitou o convite de Paulo César Coutinho e deve ser anunciado pelo clube nos próximos dias.

Enquanto segue sem um diretor executivo, o Flamengo embarcou para a Argentina, onde terá o técnico Joel Santana como seu único comandante. O time encara o Lanús nesta quarta-feira, às 22h, em Buenos Aires, na estreia da fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Fonte: UOL