Com sete gols no Brasileirão, Paulinho celebra vida de artilheiro

Neste Campeonato Brasileiro, Paulinho tem sete gols. Apenas dois a menos que Liedson, artilheiro do Corinthians na competição


Paulinho celebra rotina de artilheiro e ascensão meteórica no Corinthians

Neste Campeonato Brasileiro, Paulinho tem sete gols. Apenas dois a menos que Liedson, artilheiro do Corinthians na competição. Um desavisado pode até achar que ele é atacante. Mas não. Volante desde garoto, o camisa 7 do Timão tem orgulho da sua função. E os gols não são por sorte. São, sim, rotina desde a base. No último domingo, por sinal, foi um feito por ele que assegurou a vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro.

- Nunca fui atacante, mas fazer gols faz parte das minhas características. Sempre atuei assim. Desde quando comecei na base da Portuguesa e principalmente no Paec (atual Audax São Paulo Esporte Clube). Estou acostumado a chegar na frente para finalizar ? declarou o meio-campista alvinegro, em entrevista exclusiva perto de sua casa, no Tatuapé, Zona Leste da capital paulista.

Paulinho foi contratado pelo Corinthians no ano passado. Estreou justamente no jogo da eliminação para o Flamengo, nas oitavas de final da Libertadores da América. Mas na época já trazia em sua bagagem oito gols pelo Bragantino no Campeonato Paulista. Sua chance como titular absoluto, porém, veio este ano.

Com a saída de Jucilei para o futebol russo, o técnico Tite deu algumas oportunidades a Paulinho. Ele se firmou, ganhou destaque no clube e foi chamado duas vezes para a Seleção Brasileira. Foi titular contra a Argentina, em Córdoba. Mas acabou cortado por lesão no jogo de volta do Superclássico, em Belém.

- Eu não previa que fosse ser tão rápido assim, mas sei que é fruto do trabalho no dia a dia. As coisas sempre aconteceram naturalmente na minha carreira. E por isso sei que não estou dando um passo maior do que a perna. A sequência que o Tite me deu e os gols me deram mais confiança ? comentou o volante.


Paulinho celebra rotina de artilheiro e ascensão meteórica no Corinthians

E apesar do pouco tempo na Seleção Brasileira, Paulinho conversou muito com as estrelas do elenco de Mano Menezes: Neymar e Ronaldinho Gaúcho.

- Estar na Seleção Brasileira foi uma experiência muito boa. Um sonho que alcancei. Lá aprendi muito conversando com o Neymar, com o Ronaldinho. Eles sempre têm algo a passar. É claro que o Neymar ainda é jovem, mas ele participou de jogos e competições importantes. Tem bagagem ? acrescentou o corintiano.

O exemplo de Neymar, aliás, é seguido por Paulinho. Assim como o atacante do Santos tem feito, o corintiano pretende seguir por mais tempo no futebol brasileiro, resistindo às propostas de clubes europeus.

- Não faço muitos planos. Pretendo continuar o meu trabalho no Corinthians da melhor maneira. E hoje é possível ter uma vida maravilhosa atuando no Brasil. Muita gente quer jogar aqui nos dias de hoje. Mas é claro que todo jogador também pensa um dia atuar em um grande time da Europa.

De folga no meio de semana, o líder Corinthians volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 16h (de Brasília), contra o Inter, em Porto Alegre.

Fonte: Globo Esporte