Pelé pede ajuda do BNDES para os clubes cariocas

Rei lamenta situação de Fla, Flu, Botafogo e Vasco durante evento na sede do banco no Rio de Janeiro

 Pelé esteve nesta sexta-feira na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Rio de Janeiro. O Rei presenciou a liberação da verba de R$ 6 milhões para a Prefeitura de Santos, que vai construir o Museu Pelé na cidade.

Após a solenidade, Pelé respondeu sobre assuntos recentes do futebol brasileiro e não deixou de lamentar a situação dos times do Rio de Janeiro. Sorrindo, Pelé sugeriu que o BNDES socorresse Flamengo , Fluminense , Botafogo e Vasco , que costumam sofrer com problemas financeiros. - Fico triste com a situação dos clubes do Rio, a dificuldade que eles têm em se manter. Para quem ama tanto o Brasil como eu, é difícil ver o Flamengo, o Fluminense e o Botafogo assim, e o próprio Vasco, que foi o primeiro clube a me dar oportunidade de jogar aqui (jogou um torneio pelo clube em 1957, cedido pelo Santos). Vou ter que falar com o BNDES para arrumar a vida dos jogadores e também desses clubes - disse Pelé, com bom humor.

Presente na solenidade, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, não levou a ideia de Pelé adiante ao comentar o assunto. - Já recebi muitos pedidos a esse respeito. Mas falando como cidadão, a impressão é de que o futebol brasileiro precisa de um choque de governância. Os clubes precisam virar empresas sérias, com gestão mais responsável. É importante zelar pelo sistema empresarial por trás dos clubes - disse Coutinho.

O BNDES é um órgão do Governo Federal que visa ao financiamento de projetos em diversos segmentos. No caso do Museu Pelé, o banco liberou verba de R$ 6 milhões para a Prefeitura de Santos, responsável pelo projeto. O museu, que ficará localizado no Casarão Valongo, no Centro Histórico de Santos, terá custo total de R$ 20 milhões.

Fonte: Globo Esporte