Pelotas surpreende e tira 100% do Grêmio no 2º turno do Gaúcho

Pelotas surpreende e tira 100% do Grêmio no 2º turno do Gaúcho

O revés deste domingo acabou sendo o primeiro do time tricolor sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo

O Grêmio perdeu na tarde deste domingo o aproveitamento de 100% no segundo turno do Campeonato Gaúcho. Atuando fora de casa, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo acabou derrotada pelo placar de 1 a 0, sofrendo o tento que assegurou o revés com somente 2min de jogo. Apesar do revés neste dia 1º de abril, o clube tricolor segue na liderança do Grupo 2 da Taça Farroupilha.

O revés deste domingo acabou sendo o primeiro do time tricolor sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo, que chegou ao clube no final de fevereiro. Agora, o treinador tem sete vitórias, uma derrota e um empate à frente da equipe porto-alegrense.

Atrás no marcado desde os 2min de partida, quando Reinaldo abriu o marcador, o Grêmio foi para cima e criou oportunidades para igualar o marcador. Entretanto, o time visitante não conseguiu superar a forte defesa do Pelotas, que se segurou atrás e garantiu a vitória.

Mesmo com o revés, o Grêmio tem a primeira colocação do Grupo 2 da Taça Farroupilha, com 15 pontos conquistados em seis partidas disputadas. Já o Pelotas voltou a sonhar com a classificação às quartas de final ao chegar aos oito pontos e entrar no grupo dos quatro melhores.

O Grêmio encerra sua participação na primeira fase no próximo sábado, contra o Caxias. Antes, na quarta-feira, enfrenta o Ipatinga, fora de casa, pela segunda fase da Copa do Brasil. Por outro lado, o Pelotas brigará pela classificação às quartas de final contra o Cruzeiro-RS, no próximo domingo

O jogo

Apostando em pressionar o Grêmio no início da partida, o Pelotas conseguiu furar a defesa da equipe de Porto Alegre com pouco mais de 2min. Brida fez boa jogada pela ponta esquerda e cruzou na medida para Reinaldo. O atacante do clube mandante aproveitou falha da marcação para tocar sozinho, de cabeça, para as redes do goleiro Victor, que nada pôde fazer nada por conta do seguro desvio.

E o goleiro gremista não demoraria muito para novamente se encontrar com o setor ofensivo do Pelotas. Embalado pelo gol anotado no início do jogo, o time da casa quase ampliou aos 6min. Clodoaldo arriscou uma bomba de fora da área e exigiu grande defesa de Victor, que desta vez conseguiu impedir os mandantes de novamente comemorar.

Acuado nos primeiros minutos de partida, o Grêmio começou a se soltar aos poucos. A equipe de Vanderlei Luxemburgo passou a ocupar os espaços e prender o ímpeto do Pelotas, e também criar chances de gol. Aos 20min, Léo Gago disparou de longe e obrigou o goleiro Fernando Junior a fazer grande defesa. Depois da intervenção do jogador mandante, a bola ainda tocou na trave.

O lance gremista, contudo, não intimidou o Pelotas. O time gaúcho por pouco não aumentou a vantagem aos 26min. Reinaldo invadiu a área, chutou forte e exigiu novamente a participação de Victor. No rebote, Clodoaldo tentou de peixinho e viu Pablo salvar o tento com um carrinho sobre a linha da meta gremista.

O movimentado primeiro tempo terminou com a principal resposta do Grêmio à vantagem conquistada pelo Pelotas nos primeiros minutos. Aos 37min, Marquinhos cobrou lateral para a grande área e encontrou Marcelo Moreno. O atacante superou a marcação adversária e arrematou com precisão. Para azar do jogador visitante, a bola pegou na trave.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com duas substituições, com Edilson no lugar de Gabriel e André Lima ocupando o posto de Souza. A nova formação deixou o time ainda mais no ataque, mas o gol não saía. Marcelo Moreno, aos 14, tentou de cabeça dentro da pequena área e perdeu a chance.

O Pelotas reforçou sua postura defensiva, apostou em contragolpes e bolas paradas para assustar. Reinaldo quase marcou seu segundo na partida, ao desviar de cabeça a cobrança de escanteio.

A última boa chance gremista ocorreu já aos 46min de jogo, com Vilson, que cabeceou e viu a bola passar muito perto da trave da meta de Fernando Júnior e ir para fora. Chance que sacramentou o primeiro resultado negativo do time gaúcho sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Fonte: Terra