Petkovic discute com dirigente do Flamengo

O jogador retornou para conversar com Marcos Braz e saiu já com o semblante melho

Às vésperas do decisivo jogo contra o Náutico, domingo, no Recife, o clima esquentou no Flamengo. Na quarta-feira, Petkovic deixou o campo de treino discutindo com o vice-presidente de futebol, Marcos Braz. Os dois entraram no vestiário visivelmente irritados. Depois, o dirigente apareceu falando palavrões. O sérvio bateu a porta e, contrariado, foi falar com Bruno no departamento médico na companhia do gerente de futebol Isaías Tinoco.

Em seguida, o jogador retornou para conversar com Marcos Braz e saiu já com o semblante melhor.

"Está tranquilo, tranquilo", limitou-se a dizer o vice de futebol. Quem teve acesso à discussão disse que o estresse teria sido causado por conta do pagamento de R$ 180 mil de três "bichos" atrasados. Sem saber que o dinheiro estava pronto para ser distribuído em envelopes pardos depois do treino, Pet teria pedido explicações ao vice de futebol, que não confirma a versão. "Não foi isso. Está tranquilo", desconversou o dirigente rubro-negro.

Antes disso, Braz conversava com o preparador de goleiros Roberto Barbosa. Em certo momento, o dirigente disse: "fico p... com isso, pois me viro para resolver os problemas...".

Antes do pagamento - que deixou os jogadores com largos sorrisos e envelopes pardos com dinheiro em espécie -, Adriano, sem polêmica, também interpelara Marcos Braz.

"A rapaziada está querendo saber se o dinheiro sai hoje (ontem)", perguntou o camisa 10. Pouco depois, ele foi chamado ao vestiário, assim como Pet, para receber a premiação. Bruno é o responsável pela negociação de "bichos" e atrasados. A premiação em caso de título ou vaga no G-4 já está combinada com o elenco.

Fonte: Terra, www.terra.com.br