Pezão vibra com vitória no UFC: "Era matar ou morrer. E eu matei"

Pezão vibra com vitória no UFC: "Era matar ou morrer. E eu matei"

Lutador brasileiro estava sob pressão após se despedir do Strikeforce com derrota e perder para Cain Velásquez em sua estreia no Ultimate, em maio

Antônio Pezão enfrentou certa pressão por ter perdido em sua estreia no UFC, diante de Cain Velásquez, em maio deste ano. Mas o brasileiro conseguiu se impor no duelo contra Travis Browne, na noite desta sexta-feira, e conquistou a vitória por nocaute ainda no primeiro round, quando encaixou uma potente direita que derrubou o adversário. Ele comemorou muito o triunfo na coletiva de imprensa após o evento em Minneapolis:

- Estou muito feliz por essa vitória. Foi a minha primeira no maior show do mundo, que é o UFC. Treinei demais para isso. Não podia cometer nenhum erro. Era matar ou morrer. E eu matei.

Foi a 17ª vitória na carreira de Pezão - ele tem quatro derrotas -, a 12ª por nocaute. Antes de Velásquez, ele vinha de outro revés para Daniel Cormier em sua despedida do Strikeforce, pelo torneio peso-pesado posteriormente vencido pelo mesmo Cormier, que bateu Josh Barnett na final.

Fonte: Globo Esporte