Piauí marca no fim, empata com o River e escapa do rebaixamento

O gol do Piauí aconteceu no final do segundo tempo

Um gol salvador no apagar das luzes garantiu a permanência do Piauí Esporte Clube na primeira divisão do estadual. Depois de ver Eduardo abrir o placar ainda no começo da partida, o Rubro Anil foi buscar o empate com o River no final do jogo com gol de Ítalo e escapou da degola: no somatório dos dois turnos do estadual o PEC chegou a oito pontos, contra sete do 4 de Julho de Piripiri que, mesmo jogando em casa, perdeu para o Parnahyba neste domingo. O time riverino, por sua vez, confirmou a segunda colocação ao fim do returno.

Quando a bola rolou na tarde do domingo no Albertão, o River não demorou a controlar o começo do jogo. O Piauí se defendia como podia, inclusive usando o artifício das faltas. Tanto é que, antes dos cinco minutos, a equipe rubro anil já contava com um jogador pendurado (o zagueiro Eduardo Junho). Usando os lados do campo, o River pressionava. Aos nove minutos Eduardo cruzou, a zaga tentou afastar e Luís Augusto se jogou para aproveitar a sobra de bola, mas mandou por cima. O Galo, no entanto, abriria o placar logo depois. Tote cobrou falta, a bola sobrou para Eduardo e o camisa 9 fuzilou de perna direita, sem chances para Lucas. 1 a 0.

Depois do gol, o River tirou o pé do acelerador, mas aproveitava as falhas do Piauí para tentar ampliar. O Piauí, por sua vez, quase não oferecia perigo ao goleiro Naylson. Uma das poucas chances do Rubro Anil saiu aos 31, quando Jorginho foi à linha de fundo e cruzou, mas Jeová, na cara do gol, não alcançou.

O próprio Jeová foi substituído por Ítalo pouco antes do fim da primeira etapa - uma tentativa do técnico Marcão de dar mais fôlego ao ataque do Zé do Povo. Mas as chances seguiam sendo desperdiçadas, como a que Fabiano mandou pra fora nos últimos instantes do primeiro tempo. Jorginho mandou para a área, o camisa 11 desviou de primeira, mas a bola saiu à direita do gol riverino.

E se o Piauí mudava seu ataque, o River fazia o mesmo. Flávio Araújo optou por sacar Netinho no intervalo, para a entrada de Raphael Freitas. O rubro anil começou a segunda etapa buscando o empate. primeiro com Eduardo Junho, batendo prensado com a defesa por duas vezes, e depois em cobrança de falta de Capela. O River respondeu com Rafinha, em chute cruzado que passou perto do gol.

O Piauí subiu de produção e continuava tentando empatar. Aos 15, Fabiano avançou em velocidade pela esquerda e bateu, mas Naylson evitou o gol. O River queria ampliar, mas finalizava mal. O time tricolor perdeu duas chances claras com Eduardo. A primeira, aos 27, quando o camisa 9 tentou pegar Lucas desprevenido, mas Vítor Recife tirou em cima da linha. Depois desperdiçando chute na entrada da área.

Quando o jogo se encaminhava para o final, a aposta de Marcão em Ítalo se mostrou acertada, e o Piauí chegou ao empate quando tudo parecia perdido. Depois de tabelar com Fabiano, o atacante avançou e bateu no canto esquerdo do goleiro Naylson, deixando tudo igual aos 38. Um gol que acabou por salvar o Enxuga Rato de cair para a segunda divisão do estadual.

O goleiro Lucas ainda salvou o PEC de levar o segundo ao tirar do ângulo uma cobrança de falta de Rafinha. Ainda eufórico pela bela defesa e pelo resultado do jogo, o arqueiro cruzou o gramado de joelhos após o apito final, comemorando a permanência do PEC na primeira divisão do futebol piauiense. 


Image title

Image title

Image title

Image title

Parnahyba vence fora de casa e confirma classificação; 4 de Julho é rebaixado

Perda de treinador, lesões, ausência do artilheiro... a semana não foi fácil para o Parnahyba. Mas o time precisava apenas de uma vitória para garantir a classificação para o quadrangular final do returno do Campeonato Piauiense 2015. E ela veio na tarde deste domingo (24), em pleno estádio Ytacoatiara, em Piripiri, por 2 a 0. O resultado garantiu o quarto lugar aos azulinos (sete pontos) e rebaixou o colorado.

Empurrado pela torcida o 4 de Julho começou o jogo em ritmo alucinante. Logo aos dois minutos, os donos da casa já haviam mandado uma bola na trave com o veterano Lira, e pouco depois o mesmo Lira bateu com perigo para o gol defendido por Evandrízio.

Mas o Parnahyba, orientado pelo técnico Valdomiro Ferreira, não demorou a se achar em campo, e abriu o placar aos 30 minutos. Servido por Carlinhos, o atacante Jânio Daniel (que se recuperou de lesão durante a semana) avançou e concluiu para as redes, fazendo o primeiro do time do litoral. Depois de sofrer o gol, o Colorado não se abateu e lançou-se ao ataque, desperdiçando algumas chances.

Mas o 4 de Julho não conseguiu manter na etapa final a mesma pegada do primeiro tempo e viu os azulinos ampliarem aos 21 da etapa complementar com Ramon, dando números finais à partida.

Caiçara vence o Fla-PI e também se classifica

No sábado (23), o Flamengo-PI queria uma vitória para confirmar de vez a liderança do returno do Campeonato Piauiense, mas o Caiçara tinha planos diferentes para a abertura da quinta rodada da segunda volta do estadual. O Leão da terra dos carnaubais venceu por 1 a 0, com gol de Alanzinho, chegou a oito pontos e carimbou de vez o passaporte para as semifinais.

Com uma proposta mais defensiva, o Caiçara deixou a impressão que jogaria no erro dos rubro negros, buscando os contra ataques, mas logo o time mostrou sua verdadeira postura. Com bom toque de bola, o Leão dominava o meio de campo e buscava dificultar a saída de bola do Fla.

O Flamengo tinha dificuldades para criar e dependia das arrancadas de Amarildo Balotelli. Nesse contexto, o primeiro chute dos rubro negros só veio pouco antes da marca dos 10 minutos. O atacante Jacaré arriscou, e a bola passou sobre o gol de Tony. O Caiçara respondeu aos 19, com Gordo. O camisa 10 se livrou da marcação, invadiu a área e, apenas com o goleiro Fábio à sua frente, mandou para fora, para decepção da torcida do Leão.

Mais perigoso, o time de Campo Maior ainda teve mais uma chance no primeiro tempo. Adelson fez boa jogada e concluiu na esquerda da área, Fábio bateu roupa e a bola ainda tocou caprichosamente no poste direito do goleiro do Flamengo antes de sair. E se o goleiro do Fla maltratava o coração do torcedor, o do Caiçara garantia a igualdade no placar no primeiro tempo ao evitar o gol em bom chute de Jacaré, desviando para escanteio um chute colocado do atacante da Raposa.

O gol caiçarino saiu aos cinco minutos da etapa complementar, em um lance de persistência. Juninho Cearense bateu, Fábio fez a defesa, mas cedeu o rebote. Alanzinho não perdoou e mandou para o gol. 1 a 0.

Jacaré ainda teve mais duas chances de igualar o placar, mas desperdiçou ambas. Primeiro chutando por cima, depois se enrolando dentro da área ao tentar fintar a zaga para bater. A demora do atacante rubro negro facilitou a vida da zaga caiçarina no lance. Antes do apito final, o Fla balançou as redes nos acréscimos com o próprio Jacaré, mas o atacante foi flagrado em posição de impedimento. Final: Flamengo/PI 0 x 1 Caiçara.


Repórter: Dowglas Lima

Fotos: Luis Fernando Gonzaga

Fonte: Dowglas Lima