PM aconselha torcida do Corinthians a não ir ao Pacaembu: "Não terá atrativo"

Capitão Alessandro Gregorin garante segurança, mas afirma que torcedores não têm razão para ir ao local se não poderão entrar no estádio

As torcidas organizadas do Corinthians atenderam ao pedido do clube e não vão até o Pacaembu, na noite desta quarta-feira, para acompanhar o jogo diante do Millonarios, pela Taça Libertadores, do lado de fora. O conselho da Polícia Militar, que montou um esquema especial de segurança cogitando a possível aglomeração nos arredores, por conta dos portões fechados, é que todos os torcedores façam o mesmo e não se dirijam ao estádio.

- Partiu das próprias organizadas que nenhuma delas irá até o Pacaembu. Cada torcida assistirá dentro da sua sede. A gente aconselha que o torcedor comum não vá até ao estádio porque lá não terá nenhum atrativo, não haverá telão, lanche, bebida, porque é proibido, então não vai ter nada - afirmou o capitão do 2º Batalhão da Polícia Militar de São Paulo, Alessandro Gregorin.

A preocupação surgiu quando um grupo de torcedores iniciou uma mobilização, na internet, sugerindo que os corintianos apoiassem o time mesmo do lado de fora, depois que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) determinou que o clube atuasse de portões fechados - a medida cautelar foi tomada após a morte do torcedor Kevin Espada, atingido por um sinalizador disparado por um torcedor do Timão, na Bolívia.

A decisão das organizadas de não comparecer foi aprovada, mas não diminuiu a preocupação. Um esquema especial de segurança foi preparado: a Praça Charles Müller será parcialmente interditada e uma grade vai isolar as calçadas nas ruas laterais.

Na véspera da partida, a associação de moradores do bairro demonstrou preocupação.

- A associação está preocupada com a segurança dos moradores do bairro Pacaembu, com os torcedores e com os imóveis que são tombados no bairro - explicou o presidente da Viva/Pacaembu, Rodrigo Mauro.

O capitão Alessandro Gregorin garantiu que a segurança estaria garantida de qualquer forma, independentemente da decisão da Conmebol de não permitir a presença da torcida.

- A gente garante que consegue fazer a segurança, mesmo com portão fechado ou portão aberto - afirmou.

A partida entre Corinthians e Millonários, nesta quarta-feira, inicia às 22h.

Fonte: Sportv