Portuguesa vence e amplia crise do São Paulo: 1 a 0

Portuguesa vence e amplia crise do São Paulo: 1 a 0

Assim, os lusitanos chegam a sete pontos no Brasileiro e se aproximam do próprio São Paulo

A torcida da Portuguesa teve motivos de sobra para comemorar na fria tarde de sábado de São Paulo. Em clássico no Estádio do Canindé pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe do técnico Geninho derrotou o São Paulo por 1 a 0, gol do lateral Ivan, e se afastou das últimas colocações do torneio. A partida marcou ainda a estreia do goleiro Dida, ex-Cruzeiro, Corinthians, Milan e Seleção Brasileira, contratado como principal reforço do time para o Campeonato Brasileiro de 2012.

Foi a segunda vitória consecutiva do time rubro-verde em casa, uma vez que o time jogou no Canindé pela quarta rodada e derrotou o Atlético-GO por 2 a 0. Assim, os lusitanos chegam a sete pontos no Brasileiro e se aproximam do próprio São Paulo, que permaneceu com nove pontos. De quebra, ainda ampliou a má fase no time tricolor, que sofre com a cobrança por resultados após a eliminação nas semifinais da Copa do Brasil diante do Coritiba.

Jogando em casa e com apoio da torcida, a equipe rubro-verde surpreendeu o São Paulo com um bom ritmo de jogo. Apesar disso, foi o São Paulo quem teve a primeira boa chance: aos 8min em cobrança de falta: pela direita, Cícero chutou forte e parou na defesa segura de Dida. Mesmo assim, a Portuguesa passou perto de abrir o placar em duas ocasiões, aos 10min e aos 12min - Guilherme chutou rente ao gol na primeira, e Denis segurou o chute o forte chute de Moisés na segunda.

O duelo Cícero x Dida se repetiu aos 16min, e mais uma vez o goleiro levou vantagem. Três minutos depois, em cobrança de falta de Lucas, Casemiro desviou de cabeça e também parou no camisa 1. Em momento de superioridade tricolor, Jadson armou na esquerda para Cícero, que demorou demais para bater e acabou desarmado. Depois, aos 28min, Cícero devolveu a gentileza a Jadson, que bateu colocado e colocou Dida em alerta.

O São Paulo tinha dificuldades para jogar com seus laterais, mas passou a aproveitar o recuado time da casa e passou a levar vantagem técnica. Aos 32min, após contra-ataque rápido de Lucas, Willian José recebeu e chutou cruzado, parando mais uma vez em Dida. Aos 37min, porém, a Portuguesa saiu de seu recuo e teve boa oportunidade para marcar; porém, o desvio de Gustavo após o escanteio de Ivan foi para fora, com perigo.

Na etapa final, o time de Emerson Leão agiu rápido e assustou o ex-goleiro da Seleção Brasileira mais uma vez aos 8min, em chute de Jadson pela esquerda defendido pelo estreante. No entanto, a Portuguesa reagiu rápido e criou com Boquita, que mandou longe aos 10min. Porém, aos 11min, Guilherme - em sua reestreia pela equipe - encaixou belo passe em profundidade para Ivan, que recebeu na esquerda e bateu cruzado para vencer Denis e fazer 1 a 0. Perdido em campo, o São Paulo ameaçava pouco e abria espaço para que a equipe da casa ampliasse.

Pela direita, Rodriguinho teve boas chances para fazer 2 a 0, mas mandou na rede pelo lado de fora aos 22min e cruzado pela linha de fundo aos 28min. Três minutos depois, o São Paulo tentou surpreender com um forte chute cruzado de Douglas pela direita, de longe, que passou rente à trave de Dida. Aos 40min, Diego arrisca a bomba da intermediária e obriga Denis a fazer boa defesa. Por fim, na última chance tricolor, aos 44min, Cícero arriscou de longe e mandou para fora.

De sua meta, Dida manteve a tranquilidade e estreou sem sofrer gols. Agora, sem compromissos pelo meio da semana, os dois times voltam a entrar em ação apenas no fim de semana, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado, às 16h20, o São Paulo visita o Cruzeiro no Estádio Independência, em Belo Horizonte; no dia seguinte, a Portuguesa volta a atuar no Estádio do Canindé, agora contra o Santos, às 16h (horários de Brasília).

Ficha técnica

PORTUGUESA 1 X0 SÃO PAULO

Gols

PORTUGUESA: Ivan, aos 11min do segundo tempo

PORTUGUESA: Dida; Gustavo, Lima e Rogério; Luis Ricardo; Luís Ricardo, Guilherme, Léo Silva (Boquita), Moisés e Ivan; Vandinho (Rodriguinho) e Diego Viana

Treinador: Geninho

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Rhodolfo, Paulo Miranda e Cortez (Maicon); Denílson, Casemiro (Fernandinho), Lucas (Oswaldo) e Jadson; Cícero e Willian José

Treinador: Emerson Leão

Cartões amarelos

PORTUGUESA: Lima, Vandinho, Luís Ricardo e Rogério

SÃO PAULO: Casemiro e Rhodolfo

Árbitro

Antônio Rogério Batista do Prado (SP)

Local

Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra