Prêmio Piauí Inclusão Social: Slackline se espalha como lazer e interação em THE

Prêmio Piauí Inclusão Social: Slackline se espalha como lazer e interação em THE

O projeto Slack Sound traz a proposta de massificar o slackline e, com isso, realizar a interação social dos participantes

Não é de hoje que há um consenso na sociedade de que a prática de esportes é uma grande aliada na hora de afastar crianças e adolescentes da criminalidade e do mundo das drogas.

Recentemente vem despontando em Teresina a prática de um esporte que inicia como uma brincadeira e vai se tornando hábito com o passar dos tempo até ser uma necessidade de quem o pratica. É assim que o slackline vem ganhando cada vez mais adeptos em Teresina.

Ele consiste na arte resultante da capacidade de equilíbrio de uma pessoa ao caminhar e executar movimentos sobre uma fita horizontal presa a duas bases firmes. Na capital o esporte começou a atrair praticantes há cerca de dois anos.

Diferente de outras práticas esportivas, o mesmo equipamento pode ser dividido por várias pessoas promovendo a socialização e o respeito entre os praticantes. Com isso, é sempre muito fácil ter o primeiro contato com slackline.

Hoje o projeto Slack Sound busca difundir ainda mais essa prática e tranformá-la em uma saída para crianças das periferias da cidade. ?O slack é um esporte muito democrático.

Em algumas cidades brasileiras as pessoas cobram para ensinar a praticá-lo, mas em Teresina isso não acontece. Nós colocamos a fita em um determinado local e os praticantes podem chegar e começar a brincar junto conosco?, disse uma das organizadoras do projeto, Andreia Rocha.

Tem-se assim um vértice para inclusão, que envolve a prática de uma atividade esportiva diretamente associada ao lazer, à saúde e à socialização.

Esta interatividade promove uma vida saudável e tem o poder de retirar pessoas de vícios como uso de drogas, distúrbios alimentares e sedentarismo.

Hoje a falta de locais adequados para sua prática é um dos principais entraves para o seu crescimento em Teresina.

O esporte é praticado em espaços públicos sem a devida estrutura necessária como Praça Vilmary e Praça do Clube dos Diários ou em locais privados.

Esporte será levado para escolas e praças de bairros da cidade

O número reduzido de locais para a prática do esporte está com os dias contados. Os idealizadores do projeto Slack Sound já estudam um forma e traçam estratégias para que a prática do esporte seja uma realidade em todos os cantos de Teresina. Para isso eles pretendem levar o projeto às escolas de bairros periféricos da capital e ainda para espaços públicos, como as praças desses bairros.

"Nós já mandamos ofícios para as autoridades responsáveis pelas escolas, já compramos várias fitas e nosso objetivo é chegar até essas crianças e adolescentes que necessitam ocupar o seu tempo ocioso.

O projeto Slack Sound iniciou mais voltado para campeonatos, competições, mas depois nós vimos que ele pode se transformar em uma coisa muito maior e nós vamos buscar isso", disse Andreia. A expectativa dela é que as crianças e adolescentes da capital tenham o primeiro contato com o esporte já nesse segundo semestre.

Para por o projeto em prática não são necessárias grandes somas em dinheiro. Além de o Slack Sound já dispor de algumas fitas, as outras que precisarem ser compradas não custam caro. Além disso, ela pode ser montada até em troncos de árvores.

Geralmente, são usadas árvores mais resistentes com troncos fortes e raízes firmes ou estacas apropriadas que podem ser de madeira ou outro material resistente e adequado, pois os pontos de sustentação da fita também devem ser fortes e firmes o suficiente para aguentar os impactos das manobras.

Além da Inclusão e do afastamento dos praticantes de malefícios como as drogas, o slackline traz outros benefícios como melhorar o equilíbrio, a concentração, a consciência corporal, a resistência física e a coordenação motora.

Potycabana também deverá oferecer slackline

Assim que foi reinaugurada, a Nova Potycabana conseguiu atrair uma série de esportistas. Juntamente com os organizadores do projeto, o parque estuda um meio de efetivar o slackline no local.

Os organizadores do Slack Sound veem na Nova Potycabana mais uma forma de popularizar o esporte em Teresina. Para isso, quando o espaço foi inaugurado eles colocaram uma fita no local para que os visitantes pudessem ter acesso.



A direção da Potycabana, no entanto, teve que proibir a prática do esporte temporariamente, pois a movimentação intensa de pessoas interessadas em brincar sobre a fita estava danificando a grama onde ela estava montada.

?O esporte está sendo muito aceito na capital e a direção da Potycabana não é contra sua prática no local, mas não dá para danificar o parque. Quando o projeto da Nova Potycabana foi criado, o slack ainda não era popular na cidade e por isso não se pensou em uma forma de encaixá-lo como uma das formas de lazer do local. Mas agora nós achamos muito válido encaixá-lo?, explicou Andreia.

Ela afirma ainda que os organizadores do projeto já estão buscando alternativas para que o esporte possa voltar para a Potycabana. ?Para a disseminação do slackline em Teresina, é muito importante que ele seja colocado em locais tão bem visitados como a Potycabana. Lá vão pessoas de todas as classes sociais e idades?, completou.

Uma das alternativas mais simples e que alia reciclagem e preservação do meio ambiente é a confecção de uma espécie de grama sintética, com o uso de garrafas pets e canudos de plástico. Para isso, Andreia afirma que uma empresa que realiza esse tipo de trabalho já foi contactada.

?Essa é uma ótima alternativa que encontramos, pois ela protege a grama e é higiênica, pois além de praticar na grama, as pessoas também montam a fita na areia. Mas se ela não for bem cuidada, pode levar riscos de saúde a quem entra em contato com ela.

Se colocada em uma praça, por exemplo, não tem como alguém fiscalizar por 24 horas, então o local é alvo fácil de animais que podem deixar sujeira na areia, levando risco de infecção. Com a ?grama sintética?, nossa ideia é fazer uma espécie de tapete que pode ser aberto em qualquer lugar e retirado após o uso?, explicou.















Fonte: Pollyana Carvalho