Preparador do SP avisa: "Se depender do físico, Kaká está pronto para jogar"

Sérgio Rocha destaca evolução do meio-campista, mas deixa claro que a decisão final é do técnico Muricy Ramalho

A comissão técnica ainda faz mistério, mas, se depender da questão física, Kaká está pronto para reestrear com a camisa do São Paulo. Após duas semanas de exercícios intensos, o camisa 8 tem condições de estar em campo na partida do próximo domingo, contra o Goiás, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pelo Brasileirão. Quem garante é o preparador físico do clube, Sérgio Rocha.

- O Kaká já está integrado ao grupo há uma semana. Ele ainda faz um trabalho de fortalecimento, mas já está muito bem. Desde o início, houve uma evolução e posso dizer que, se depender da parte física, ele está pronto para jogar - afirmou Sérgio Rocha.

Kaká começou a treinar fisicamente no dia 4 de julho. Nas primeiras duas semanas, exercícios físicos em dois períodos. A evolução agradou tanto que, na última quinta-feira, ele foi liberado para participar de um coletivo com os reservas, que enfrentaram o time sub-17. Durante uma hora, o camisa 8 se movimentou bem, chamou jogo, deu passes e arriscou chutes.

Na manhã desta terça-feira, Kaká integrou o ataque ao lado de Alexandre Pato e Alan Kardec e chamou a atenção pelo bom desempenho. O trabalho durou aproximadamente 50 minutos, e o jogador mostrou cansaço apenas na parte final, o que é normal para quem não joga desde 18 de maio, pelo Milan, contra o Sassuolo, pelo Campeonato Italiano.

Liberado pelo preparador físico, Kaká depende da decisão do técnico Muricy Ramalho.

Uma coisa é certa: caso seja relacionado para o jogo de domingo, Kaká começará no banco. Inicialmente, a cúpula tricolor pensava em ter o jogador apenas no dia 2 de agosto, contra o Criciúma, no Morumbi, até para que o departamento de marketing também pudesse fazer o clube faturar mais com o evento, mas o que pode acelerar a questão é a vontade do jogador. Kaká já confidenciou a amigos que não vê a hora de voltar a jogar. A derrota por 1 a 0 para o Chapecoense, no último sábado, também pode fazer Muricy Ramalho mudar de ideia.


Preparador avisa:

Fonte: Globo Esporte