Federação Sul-Africana sonha com título

O discurso sobre a corrente positiva era direcionado aos jornalistas locais.

Com a seleção invicta há 11 jogos e resultados como o 5 a 0 sobre a Guatemala, na noite de segunda-feira, os torcedores sul-africanos têm motivos para estarem empolgados às vésperas da Copa do Mundo. Mas empolgado mesmo está o presidente da Federação Sul-Africana de Futebol (Safa), Kirsten Nematandani. Para ele, os Bafana Bafana passaram de candidatos ao vexame a candidatos ao título. - Se você nunca viu um milagre, ele está para acontecer no dia 11 de julho em Joanesburgo. Estamos evoluíndo a cada jogo, estamos vendo a diferença da equipe. Com energia positiva de todos, nossos jogadores criarão asas para voar bem alto - disse Nematandani, durante o evento em que foram anunciados os 23 jogadores que defenderão a seleção sul-africana no Mundial, terça-feira, em Joanesburgo. O discurso sobre a corrente positiva era direcionado aos jornalistas locais. O dirigente, que passou mais tempo agradecendo aos patrocinadores da seleção do que à comissão técnica, pediu para que eles não critiquem os Bafana Bafana durante a Copa. - O que vocês falam e escrevem pode destruir esses rapazes. É preciso apoiá-los. Ao menos até 11 de julho. Apesar do pedido à imprensa, foi o próprio Nematandani quem acabou jogando pressão sobre os jogadores com uma mensagem que soou mais como cobrança do que como apoio. - Aos 23 jogadores escolhidos, quero que saibam que os 48 milhões de sul-africanos estarão apoiando vocês. Vocês foram os escolhidos para uma oportunidade única. Agora deixem-nos orgulhosos de vocês - afirmou o dirigente.

Fonte: Globo.com