Presidente do Santos diz que Ganso só negocia renovação em 2012

"Ele me disse que quer ficar para o centenário e que só vai resolver sua situação contratual em janeiro", afirmou o presidente.

Sem jogar desde 5 de setembro, quando sofreu uma contusão muscular na coxa esquerda durante o amistoso da seleção brasileira contra Gana --vitória por 1 a 0--, o meia-atacante Paulo Henrique Ganso não quer discutir a renovação de seu contrato com o Santos nesta temporada. A informação foi divulgada pelo presidente santista, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.



"Ele me disse que quer ficar para o centenário e que só vai resolver sua situação contratual em janeiro. Espero que em janeiro ele venha conversar com a gente. Vamos oferecer um novo contrato, com um plano de carreira semelhante ao do Neymar e que já apresentamos antes a ele. Servirá para ele recuperar sua imagem e prestígio", declarou Luís Álvaro em entrevista à rádio Globo.

A renovação de contrato do meia com o Santos se arrasta desde agosto de 2010, quando o clube fez a primeira proposta ao atleta. No final de março, o time da Vila Belmiro propôs um aumento salarial ao jogador, que atualmente ganha R$ 130 mil por mês, mas se recusa a diminuir a multa contratual, hoje em 50 milhões de euros (pouco menos de R$ 120 milhões), como querem os procuradores do atleta.

O DIS --empresa que gerencia a carreira do jogador-- é dono de 45% do meia, mesma fatia do Santos.

Neste ano, Ganso sofreu com as lesões. Depois ficar afastado dos gramados em virtude de uma lesão no joelho em agosto de 2010, o jogador voltou a jogar em março. No início de maio, o meia sofreu nova lesão durante o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista e só retornou na final da Libertadores, em junho.

Fonte: Folha.com