Prestigiado, Ronaldinho se impõe como líder da nova "família de Felipão"

Ronaldinho parece ter esse discurso de liderança bem traçado na sua cabeça.


Prestigiado, Ronaldinho Gaúcho se impõe como líder da nova

Em dois dias da Seleção Brasileira em Belo Horizonte, o meia Ronaldinho foi defendido pelo coordenador técnico Carlos Alberto Parreira após a imprensa divulgar um possível atraso do atleta na apresentação e elogiado pelo treinador Luiz Felipe Scolari pelo seu poder de liderança dentro do grupo de convocados para o amistoso contra o Chile, que será realizado nesta quarta-feira, às 22h, no Estádio do Mineirão.

Os dois casos com declarações fortes com os dois principais membros da comissão técnica da Seleção Brasileira mostra o quanto o jogador do Atlético-MG está prestigiado dentro do grupo. ?Ele é tão importante para mim, que ontem já foi novamente colocado como capitão da equipe. O que eu espero de um capitão é que tenha postura, liderança. O que espero do Ronaldinho é que possa jogar futebol da forma que sabe jogar, que ele tenha comando. Já foi dada a oportunidade de se desenvolver já no jogo contra a Bolívia e amanhã novamente?.

Ronaldinho parece ter esse discurso de liderança bem traçado na sua cabeça. Nas entrevistas concedidas antes do treino desta terça-feira, o meia ressaltou a responsabilidade de dividir a responsabilidade de decisão com o atacante Neymar, grande estrela do grupo na atualidade.

​?Fica mais fácil para ele (Neymar), não fica só ele sendo visado, vai acabar ajudando ele bastante. Eu acho que quando tem alguém para dividir responsabilidade facilita faz com que ele fique mais forte?, afirmou Ronaldinho.

Luiz Felipe Scolari aproveitou a entrevista concedida nesta terça-feira para minimizar as declarações de que Kaká e Ronaldinho não possam atuar juntos. Porém, pelo discurso do treinador, ficou bem claro que se tiver que optar por um ou por outro, o jogador do Atlético-MG está bem a frente do seu companheiro do Real Madrid.

?Deixa eu colocar aqui. Eu tenho visto vocês discutirem muito uma entrevista que dei a um jornal (Folha de S. Paulo) a respeito desse assunto. Na oportunidade da convocação para Inglaterra, o Ronaldinho tinha jogado um jogo e o Kaká não tinha jogado um jogo. Nunca afirmei que não poderei convocar e colocar em campo um dia, mas tem que estar plenamente jogando em condições. O Ronaldinho leva vantagem contra a Bolívia e amanhã de novo. O Kaká teve as chances contra Itália e Rússía. A diferença é que o Ronaldinho está jogando assiduamente e quem vem jogando tem mais oportunidade de mostrar seu futebol?.

Capitão, Ronaldinho tem a chance nesta quarta-feira, diante dos chilenos, de conquistar de vez uma vaga na equipe e pleitear a camisa 10 no time que jogará a Copa das Confederações. Se repetir a atuação que teve contra a Bolívia, isso é praticamente certo que será sacramentado.

Fonte: Terra