Primeira fase da Libertadores pode ter duelos de brasileiros

O sorteio realizado nesta sexta-feira em Luque, no Paraguai, colocou o São Paulo na rota do Atlético-MG e o Grêmio no caminho do Fluminense

A Copa Libertadores de 2013 poderá ter dois confrontos entre times brasileiros logo na primeira fase. O sorteio realizado nesta sexta-feira em Luque, na região metropolitana de Assunção, no Paraguai, colocou o São Paulo na rota do Atlético-MG e o Grêmio no caminho do Fluminense, caso paulistas e gaúchos passem da fase de grupos. Já o Corinthians, atual campeão, teve sorte: não vai enfrentar nenhum time tradicional na primeira fase.


Primeira fase da Libertadores pode ter duelos de brasileiros

O Corinthians caiu no Grupo 5, ao lado de San Jose, da Bolívia, Millonarios, da Colômbia, e Tijuana, do México. Um dos problemas da equipe é que terá jogar na altitude da cidade de Oruro, na Bolívia, a 3.700 m acima do nível do mar.

O Atlético-MG está no grupo 3, ao lado de Arsenal (Argentina) e The Strongest (Bolívia). O quarto representante da chave é quem passar pelo duelo entre São Paulo x Bolívar (Bolívia), pela pré-Libertadores.

Já o Fluminense está no Grupo 8, com Huachipato (Chile), Caracas (Venezuela) e o vencedor do confronto eliminatório entre Grêmio x LDU (Equador).

O Palmeiras terá pela frente um grupo com Sporting Cristal (PER), Libertad (PAR) e o vencedor do jogo Tigre (Argentina) x Deportivo Azoátegui (Venezuela). Assim, o time alviverde pode receber o Tigre, vice-campeão da Sul-Americana.

Corinthians, Palmeiras e São Paulo voltam a disputar, juntos, uma Libertadores, depois de sete anos. Em 2006, em edição vencida pelo Internacional-RS, o time do Morumbi foi vice-campeão. O alvinegro caiu nas oitavas, para o River Plate. Enquanto o a equipe alviverde caiu para o São Paulo, na mesma fase.


Primeira fase da Libertadores pode ter duelos de brasileiros

Corinthians e Fluminense, entre os brasileiros, foram os únicos cabeças-de-chave entre os times brasileiros por serem campeão da Libertadores e do Nacional, respectivamente. Palmeiras, campeão da Copa do Brasil, e Atlético-MG, vice-campeão brasileiro, ficaram em um pote que não poderia ser misturado com os de cabeças-de-chave.

Não foi o mesmo caso de Grêmio e São Paulo, por exemplo, que chegam à fase de grupos pela fase preliminar.

Fonte: UOL