Principal nadadora do Brasil nas Olimpíadas é pega no antidoping

Atleta corre o risco de ficar fora dos Jogos Olímpicos

A principal nadadora do país, Etiene Medeiros, foi flagrada em exame antidoping. A contraprova da atleta também deu positivo. A atleta foi pega com uma substância presente em um remédio para asma prescrito por um médico particular. O controle foi feito fora de competição pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) no dia 8 de maio.

A atleta fez uso de Fenoterol, um fármaco utilizado como antiasmático devido ao seu efeito broncodilatador. A substância também estimula receptores adrenérgicos de outros órgãos, estimulando a produção de eritropoietina e anabolizantes e a aumentando a força de contração cardíaca.

"A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos já foi notificada do caso e agora está na esfera jurídica", afirmou  Sandra Soldan, coordenadora médica da área antidoping da CBDA.

Dependendo da data em que o exame foi realizado e do resultado do julgamento, Etiene corre riscos de ficar fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 5 de agosto. Ela tem índice para as disputas dos 50 m livre, 100 m livre e 100 m costas. Ela Também pode integrar a equipe do revezamento 4 x100 m livre e do 4x100 m medley.

A assessoria de imprensa da atleta informou que: " a atleta Etiene Medeiros está tranquila e determinada a esclarecer o assunto e provar sua inocência. Enquanto isso, ela respeitará todos os limites impostos pelas autoridades esportivas".

Etiene, de 25 anos, disputaria na semana passada uma etapa do Circuito Mare Nostrum e se retirou da competição sem cair na água para nenhuma prova. Ela estava inscrita para os 50 m e 100 m livre, 50 m e 100 m costas e 100 m borboleta. 



Fonte: Com informações do Uol