Promotor cita Messi como cúmplice em fraude e pede sua punição

Juiz Jesús Navarro ainda ouvirá a defesa do jogador e a promotoria.

Durante toda essa semana ocorre na Justiça o julgamento do jogador Lionel Messi acusado de fraudes na Espanha. A imprensa local afirma que a fiscal Raquel Amado, uma das partes envolvidas, posicionou-se a favor da absolvição do jogador, colocando em seu pai, Jorge, a culpa pelas infrações fiscais.

“Leo Messi deve ser absolvido. Se havia alguma dúvida, terminou. A fraude ocorre porque há uma decisão do pai do jogador, que é seu alter ego na gestão econômica”, disse Amado.


O promotor Mario Maza, porém, não teve a mesma opinião da fiscal. Em sua declaração após os depoimentos, Maza considerou Messi tão culpado quanto o pai, alegando que não crê na ignorância do jogador diante de suas contas.

“Em um momento Jorge Messi reconhece que trata com seu filho que necessitam de alguém que os ajude. E logo não falam mais? Tudo isto tem credibilidade zero. Ainda que Leo se desvincule, o pai o informaria. Messi sabia mais do que quis aparentar. Por mais complicados que sejam estes temas, isto até uma criança de 10 anos entende. São complicados, mas sabem o que é pagar impostos”, afirmou.


Antes de tomar a decisão quanto às penas, o juiz Jesús Navarro ainda ouvirá a defesa do jogador e a promotoria, que solicitava para Messi e seu pai uma pena de 22 meses e 15 dias de prisão por uma fraude fiscal de € 4,1 milhões entre 2007 e 2009.

Lionel Messi em julgamento (Crédito: Reprodução)
Lionel Messi em julgamento (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Globo Esporte