Corinthians pressiona Nike após oferta da Adidas ao Flamengo

Corinthians pressiona Nike após oferta da Adidas ao Flamengo

O vice-presidente de marketing Luis Paulo Rosenberg procurou a Nike para cobrar uma valorização.

A notícia de que a Adidas teria oferecido ao Flamengo R$ 350 milhões por dez anos de contrato fez o Corinthians se mexer nos bastidores. O vice-presidente de marketing Luis Paulo Rosenberg procurou a Nike para cobrar uma valorização.

?Não tive notícia mais agradável que o acerto da Adidas com o Flamengo para um patrocínio de R$ 350 milhões. O que escorreu de sangue [da boca]. Fui atrás da Nike e estamos negociando. Um puxa o outro?, comentou Rosenberg, durante seminário no Insper (Insituto de Ensino e Pesquisa).

A multinacional norte-americana confirma que houve a exigência. Considera a postura do clube paulista normal, mas avisa que o vínculo atual, válido até 2014, não pode ser ignorado. A Nike paga R$ 20 milhões anuais ao clube de Parque São Jorge. Caso a oferta da Adidas ao Flamengo se confirme, seriam R$ 35 milhões por temporada.

?As conversas entre Corinthians e Nike são semanais e, de fato, esse pedido do Corinthians aconteceu. É normal?, declarou ao UOL Esporte o diretor de comunicação da Nike na América Latina, Mário Andrada.

O representante da fornecedora esportiva admite que uma elevação de cifras nesse nível altera o mercado, porém ainda se trata de especulação.

?A proposta da Adidas para o Flamengo ainda é uma ficção. O contrato atual do Flamengo é com a Olympicus?, observou Andrada.

?É lógico que, se for confirmada, uma barreira será ultrapassada. É o mesmo que, numa competição esportiva, se um atleta abaixar o tempo para menos de um minuto, os demais também terão de abaixar. Quando uma empresa e um clube atingirem um valor desse, os demais terão de se adaptar?, ponderou.

O representante da Nike elogiou a parceria com o Corinthians. Disse que é uma das melhores da multinacional no mundo. Afirmou ainda que a marca do time de Parque São Jorge foi a que mais se valorizou no Brasil e não está mais abaixo da do Flamengo, como era no passado. Ambos os times têm as maiores torcidas do país.

Fonte: UOL